ELEIÇÃO SEMPRE

Associados questionam eleição no SEMPRE e convocam assembleia para o dia (9/8)

Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Cidades | 02-08-2022 19:49 | 450
Funcionário municipal Iracildo da Silva (Baiano) quando na Tribuna Livre da Câmara Municipal
Funcionário municipal Iracildo da Silva (Baiano) quando na Tribuna Livre da Câmara Municipal Foto: Reprodução

A recente eleição da diretoria do SEMPRE Sudoeste, Sindicato dos Servidores Municipais de São Sebastião do Paraíso está sendo questionada por um grupo de associados que convocou assembleia a ser realizada na manhã da próxima terça-feira (9/8).

A discordância foi manifestada na tribuna livre da Câmara Municipal na sessão de segunda-feira (1/8), pelo funcionário municipal Iracildo da Silva (Baiano). Segundo disse, ele solicitou aquele espaço para levar ao conhecimento dos servidores a realização da assembleia.

Conforme salientou, a cada quatro anos é feita eleição para eleger a diretoria e era aguardada a publicação do edital, que foi antecipada. Iracildo afirmou que “a antecipação não foi ilegal, só que ao nosso entendimento não foi dado publicidade à eleição. Foi publicado uma pequena nota no jornal, na época da Expar”.

“Consultamos um advogado especialista no movimento sindical que nos informou que poderíamos registrar nossa chapa, porque o edital foi publicado em um sábado, e teríamos até às 17 horas de segunda para fazer o registro. Foi montado um grupo e apresentamos ao SEMPRE uma chapa para ser registrada, o que não foi aceito pela diretoria e jurídico do sindicato, alegando que tínhamos perdido o prazo”.

Nos restava, de acordo com o estatuto, pedir uma assembleia, e para isso precisávamos 30 por cento de assinaturas de sindicalizados, o que foi conseguido, afirmou Iracildo.

O pedido de assembleia foi protocolado, mas para nossa surpresa foi indeferido, salientou, ao explicar que “o objetivo da assembleia é para que associados decidam se deveria haver outra chapa, ou não. Na assembleia não vamos pedir que aceite nossa chapa, mas seja expedido outro edital e seja dada publicidade oportunidade para o registro de outras chapas”.

Aos vereadores Iracildo enfatizou que “se os associados entenderem que deve ser colocada mais uma chapa, cabe ao presidente respeitar. Caso não aceite, já estamos com ação pleiteada na justiça e há data marcada para audiência. Dos 866 associados, 267 assinaram o pedido de assembleia”.

O Jornal do Sudoeste entrou em contato com o SEMPRE solicitando se posicionasse sobre o questionamento feito pelo servidor municipal, Iracildo da Silva na sessão da Câmara, e a convocação da assembleia da categoria. Veja matéria nesta página “Agimos como manda o estatuto” diz secretária geral do SEMPRE.

“Agimos como manda o estatuto” diz secretária geral do SEMPRE

A secretária geral do SEMPRE Sudoeste (Sindicato dos Servidores Públicos de São Sebastião do Paraíso) Regina Célia Nunes comentou sobre as críticas feitas à entidade na sessão da Câmara na segunda-feira, 1º de agosto. Em função do presidente Rildo Domingues estar ausente por motivo de saúde ela fez o posicionamento do sindicato em reação às questões referentes a assembleia na entidade que está marcada para o dia 9 de setembro. “Como foi dito, não tem nada de ilegal, fizemos tudo conforme está previsto no estatuto, o pessoal comeu bola, perdeu prazo e agora querem fazer barulho”, disse.

Regina Nunes afirma que não tem nada de irregular nos procedimentos que foram adotados para o chamamento para a eleição. “O edital foi publicado no Jornal do Sudoeste que é local todos tem acesso. Essa questão de tamanho e letras menores é desculpa de quem não leu. Não tem nada a ver com dia de Expar, simplesmente perderam o prazo”, avalia. Ela disse ainda que “a publicação saiu na mesma página de uma matéria importante a questão, eles que não leram”, completa.

A sindicalista comentou a respeito da assembleia que está sendo convocada para o próximo dia 9 de agosto às 9 horas da manhã no Teatro Municipal Sebastião Furlan. “A assembleia é soberana desde que não contrarie o estatuto. Colheram as assinaturas em um formulário, sem as motivações, as pessoas assinaram sem saber a motivação, depois é que foram anexados os pedidos e vários deles ferem o Estatuto”, diz Regina Nunes. Ela exemplifica as situações como mudar data e registar chapa fora do prazo estão entre as irregularidades.

A secretária destaca que se não for para seguir as regras não há necessidade de se ter Estatuto que foi construído pelos próprios servidores. “Quem pretende dirigir os destinos do sindicato, defender de fato o funcionalismo, tem que ler, saber, conhecer e defender o Estatuto. É isso que o Rildo está fazendo e defende como fez em seu juramento quando tomou posse que é respeitar rigorosamente o Estatuto”, avalia. Para Regina não cabe ao Sindicato tentar quere dar jeitinho. “Temos que ser e dar o exemplo para também cobrar das outras esferas”, observa.

Ela disse que a diretoria está bastante tranquila em relação a realização da assembleia e até mesmo a audiência na justiça. “Se houvesse irregularidade teria dado uma liminar, não há o que temer quando se faz a coisa certa, as leis estão aí para ser seguida do contrário teríamos que rasgar o estatuto”, salienta. Quanto a nota de repúdio publicada no jornal Regina Nunes afirma que foi feita em função do que foi dito, “não inventamos nada, rebatemos o que foi falado e não faltamos com a verdade em defesa do servidor”, acrescenta.

Ao finalizar a sindicalista ainda menciona que o Sindicato está sempre alinhado com o servidor. “Não temos políticos de estimação, o que for favorável ao servidor nós apoiaremos e que não for seremos contra. Isso já aconteceu várias vezes. Quando for para aplaudir faremos e se tiver de criticar, criticaremos também”, finaliza.