POEMAS CLASSIFICADOS

Vidente

Por: Bruno Félix | Categoria: Cultura | 20-07-2022 09:37 | 35
Foto: Arquivo

Jamais se precipite
Quando falha a intuição
Sempre cabe um palpite
Pega logo a visão
Ou vê se ao menos pressente
Tira essas cartas do escuro!
Não precisa ser tipo vidente
É verdade, porém não juro
(Aprendi a ser previdente)
Li nas cartas, nos búzios, nos astros, nos lábios, nas mãos, nádegas, pálpebras, auras, buracos e vãos:
Só consegue sonhar com o futuro
Quem desperta durante o presente.
“Poemas Classificados”
Bruno Félix