APC

Sodalício presencial da Academia Paraisense de Cultura

DIA DO ESCRITOR PARAISENSE - NONA EDIÇÃO
Por: Redação | Categoria: Cultura | 23-07-2022 10:48 | 40
Foto: Pascoalina

Realizado anualmente na primeira quarta-feira de julho, a data marca o Dia do Escritor Paraisense e faz parte do calendário oficial do município.

A primeira edição organizada pela Academia Paraisense de Cultura, homenageou no Teatro Municipal “Sebastião Furlan”, Arley Preto Gomes, médico de saudosa memória, idealizador do projeto “Farol Literário”.

Escrever é um verbo intransitivo. O Escritor traz dentro de si, os mais íntimos moinhos que são movidos pelas águas turbulentas ou mansas da inspiração. A sua conotação principal está na grandeza do seu pensamento.

Promovida sob a presidência de Leila Yunes e da Comissão de Literatura, realizada no anfiteatro do Colégio Paula Frassinetti, a comemoração pelo dia, contou com dois momentos, as homenagens aos escritores e a parte artística. No primeiro momento, Dr. Luiz Carlos Pais e Luzia Pedroso Gonçalves. Enaltecendo a professora, ex-diretora da Escola Municipal Campos do Amaral, Supervisora da Biblioteca Municipal Professor Alencar Assis, acadêmica da primeira hora, quando fundada a APC. Luzia também publicou, “Talentos Paraisenses”, uma coletânea de escritores em 1982, valorizando a notória inspiração dos conterrâneos.

Tânia Pedroso Balbo, sobrinha da homenageada, leu emocionada a biografia da incentivadora da arte e das letras poéticas, recebendo a placa homenagem pelas mãos de Dr. Hebert Mumic.

Dr.Luiz Carlos Pais é representado pela irmã, Joster Mara Paes. É paraisense, professor, historiador emérito com livros publicados e mesmo não residindo na terra natal mantém profundos laços com suas raízes. Após a leitura de sua biografia, Joster recebe do Dr. Flávio Joele Soares de Morais, a placa homenagem.

Momentos de grande emoção!

“Um giro pelo Brasil”, um musical homenageando todas as regiões do Brasil, roteiro da acadêmica, escritora, professora, Maria Rita Preto Miranda, enfocada no que se refere às tradições e cultura brasileira, na voz de Pascoalina e o Hino Nacional executado pelo Guelfo Colombo, inicia a segunda parte da festa. Entram os apresentadores, Marilia e Giovani. Participarão também alguns artistas abrilhantando a festa!

A arte musical pede passagem. Maycon, Nelson, Artur Henrique, Danuza e Angela, representam o melhor de cada região brasileira, no melhor da música popular. A festa continua! A alegria do samba nas vozes do Coral Maestro Lucas Bertucca Filho, regido pela maestrina, Miriam Lauria Mantovani, representa a Região Sudeste com a música de Assis Valente,” Brasil Pandeiro”. Brilhante participação de Nelson e Guelfo!

Encerrado o espetáculo, a luz se apaga no palco, mas dificilmente se apagará da memória afetiva, daqueles que estiveram com a APC na memorável noite  de 06/07/2022 ,na Festa do Escritor Paraisense. Vivas aos nossos escritores e músicos paraisenses!

Texto: Dalila Cruvinel
IMAGENS: Pascoalina