AGOSTO LILÁS

41ª Subseção da OAB realizará campanha de conscientização da violência contra a mulher

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Entretenimento | 30-07-2022 09:15 | 318
Além do projeto Iluminar, drive thru programação prevê palestras  e outras ações para conscientizar sobre direitos das mulheres
Além do projeto Iluminar, drive thru programação prevê palestras e outras ações para conscientizar sobre direitos das mulheres Foto: Divulgação

A Comissão da Mulher Advogada, da 41ª Subseção da OAB em São Sebastião do Paraíso está programando uma série de eventos para serem realizados nos próximos dias. A partir do próximo dia 1º tem início as atividades do Agosto Lilás, que é o mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher.

Valéria Regina Salvador presidente da Comissão da Mulher Advogada da 41ª Subseção da OAB  em Paraíso destaca a importância do trabalho que está sendo realizado. Ela explica que em 7 de agosto a Lei Maria da Penha completa 16 anos de existência e a data precisa ser celebrada e vivenciada. “Esta lei veio para trazer mais proteção para a mulher vítima de violência doméstica e familiar e punir com mais rigor o agressor uma vez que esta violência normalmente ficava somente entre quatro paredes”, explica.

A cor representativa do enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher é a lilás, razão pela qual as campanhas estão relacionadas ao chamamento Agosto Lilás. “Nós da Comissão da Mulher Advogada resolvemos promover este trabalho aqui em Paraíso visando alcançar o maior número possível de pessoas, conscientizando e apresentando meios para as vítimas deste tipo de situação possam se proteger”, descreve. A mobilização tem a participação da Comissão da Mulher da OAB juntamente com a Associação Ajuda Mulher e a Patrulha Maria da Penha.

Entre as ações programadas consta o projeto Iluminar que começará a ser executado a partir da próxima segunda-feira, 1º de agosto. Valéria Regina explica que a iniciativa promover a iluminação de prédios públicos, estabelecimentos comerciais e outros locais com a cor lilás, símbolo do movimento. “Encaminhamos vários ofícios com esta solicitação para que sejam iluminadas e enfeitadas as fachadas como forma de dizer não a violência contra a mulher, convidando a sociedade a participar deste trabalho tão importante”, esclarece. A iluminação deverá ocorrer até 14 de agosto podendo ser estendido até o fim do mês.

Nos dias 2 e 3 de agosto haverá palestras sobre a Lei Maria da Penha no Hospital Gedor Silveira. Também no próximo sábado, dia 6 será realizado um Drive Thru na Praça Comendador José Honório (Matriz) em frente ao Banco do Brasil quando serão distribuídos panfletos com orientações e dicas sobre os direitos e as formas da mulher se proteger contra a violência. Será oferecido ainda um serviço de orientações às mulheres sobre como proceder em casos de agressões e maus tratos. Outra ação prevista é a divulgação de vídeos nas redes sociais.

“Vamos utilizar de toda a mídia para que todos possam se conscientizar sobre a violência doméstica e familiar, quais são as denuncias e demais situações”, acrescenta Valéria.

Conforme informações do Departamento Estadual de Investigação Orientação e Proteção à Família de Minas Gerais mais de 45 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica no primeiro semestre deste ano, no estado.

Os dados apontam que, entre essas mulheres, 37 foram assassinadas e 64 foram vítimas de tentativa de feminicídio.

Em Paraíso segundo a Comissão da Mulher Advogada um levantamento está em fase de elaboração. “Infelizmente Minas Gerais é um dos estados que mais apresentam casos de violência contra a mulher e é preciso reverter este quadro. Aqui na nossa cidade o grau de violência que acomete as mulheresé uma situação que está sendo mapeada”, comenta Valéria Regina.