MOTOCICLISTAS

Trânsito: motociclistas estão envolvidos em mais da metade dos acidentes em Paraíso

De acordo com dados do Corpo de Bombeiros, motos estavam em 55% das ocorrências atendidas na cidade
Por: Ralph Diniz | Categoria: Cidades | 31-01-2024 09:00 | 696
Foto: Arquivo “JS”

Em São Sebastião do Paraíso, mais da metade dos acidentes de trânsito atendidos pelo Corpo de Bombeiros em 2023 envolveram motociclistas. Segundo levantamento apresentado pelos militares, uma média de uma ocorrência dessa natureza foi registrada a cada três dias nas ruas da cidade.

De acordo com dados fornecidos pelo 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros, o ano de 2023 registrou um total de 247 atendimentos a acidentes de trânsito, dos quais 136 envolveram motociclistas. Esta informação põe em destaque o número significativo de incidentes que afetam essa categoria de usuários nas vias públicas, já que corresponde a pouco mais de 55% das ocorrências.

Outro dado preocupante diz respeito aos ciclistas: foram 51 atendimentos em 2023, sempre com vítimas feridas.

Os atropelamentos também foram expressivos no ano passado. Ao todo, foram 19 atendimentos. Os casos mais graves envolveram motos e idosos. No dia 18 de agosto, Nair Ferreira dos Reis, 75 anos, foi atropelada por um motociclista quando atravessa faixa para pedestres na Avenida Zezé Amaral. Ela sofreu traumatismo craniano, foi internada em estado grave na Santa Casa, e morreu cerca de duas semanas depois.

O condutor da motocicleta fugiu sem prestar socorro à vítima, tendo se apresentado à polícia dias depois. Ele não possuía habilitação. Já no dia 20 de dezembro, outra idosa, de 82 anos, foi atropelada por um motota-xista enquanto atravessava a rua Pimenta de Pádua, nas proximidades do Camelódromo. A vítima não usou a faixa de pedestres. Ela sofreu traumatismo craniano e fraturas na perna esquerda. Os dois acidentes foram registrados por câmeras de segurança.

Ao comparar com os anos anteriores, percebe-se uma consistência nos padrões de acidentes. Em 2022, foram 252 ocorrências atendidas, incluindo 149 acidentes de motocicletas, 41 de bicicletas, 38 de carros e caminhonetes, 15 atropelamentos, seis de caminhões ou carretas e três de outros tipos.

Em 2021, houve 242 ocorrências, com 124 acidentes de motocicletas, 57 de bicicletas, 39 de carros e caminhonetes, 14 atropelamentos, três de caminhões ou carretas e cinco de outros tipos.

Em 2020, ano impactado pela pandemia de covid-19 e consequente isolamento social, foram registrados 207 acidentes, com uma distribuição similar entre as categorias, com 105 acidentes de motos, 41 de bicicleta, 34 de carros e caminhonetes, 18 atropelamentos, cinco de caminhões ou carretas e quatro de outros tipos.