• Dos Leitores •

Sabedoria

Por: . | Categoria: Do leitor | 31-01-2024 08:07 | 9
Foto: Arquivo

Hoje com muita orgulho queremos homenagear um senhor que é símbolo de sabedoria.

Sabedoria não é símbolo de muitos diplomas de faculdades.

Este senhor nascido há muitas décadas em uma fazenda, próxima a Capitólio teve também pais muito sábios e faz parte de uma irmandade de dezesseis irmãos. Seu pai lhe ensinou desde tenra idade, que o homem de bem, deve iniciar bem cedo no trabalho e no temor a Deus, seguindo os ensinamentos da Bíblia Sagrada.

Foi alfabetizado em uma escola em apenas quarenta e dois dias, depois foi autodidata.

Após o falecimento de seu pai, a herança foi repartida e alguns anos depois ele juntamente com a família que havia constituído e levando também sua genitora, foi tentar a vida em terras de Londrina. Levou com ele sua mãe porque ela necessitava de seus cuidados após ter amputado uma perna. Quando necessário este senhor carregava sua mãe nos braços.

Viajou por vários lugares do Brasil dando palestras de acordo com os ensinamen-tos da Igreja, que até hoje frequenta e ajuda assiduamente.

Mesmo carregando o peso dos anos vividos, ele trabalha todos os dias com vestimentas bem apresentáveis, sempre bem barbeado, cabelos bem penteados, quando o sol fica mais forte usa chapéu.

O seu digno trabalho é vendendo mercadorias (panos para limpeza doméstica) nos faróis ou passeios da Avenida Angelo Calafiori em São Sebastião do Paraíso. Durante o trabalho é sério, conversa só o necessário. Quando o sol desponta no horizonte, este senhor já se encontra em seu local de trabalho, com simpatia e camuflando as cicatrizes que a vida lhe deixou na alma e no corpo. Se seu corpo judia do pelos longos anos de luta, dói, ele nada reclama silencia-se.

Dentro de sua enorme sabedoria, afirma que, enquanto há vida e sanidade mental o homem deve trabalhar. Não importando o tipo de trabalho. Mesmo dentro de sua casa, às vezes quando as pernas falharem, que seja um trabalho manual assentado em uma cadeira!

Ele diz: "O homem que para de trabalhar atrai doenças e abrevia a morte."

É... Quanta sabedoria e verdade!

Ser sábio é um privilégio para poucos!

Esta singela homenagem, dedicamos com enorme merecimento ao Senhor Antônio Horácio de Oliveira.

Parabéns Senhor Antônio!

Marene Lizareli Paes
Professora formada pela Faculdade de Filosofia de Passos em Português e Inglês e suas Literaturas