TURISMO

Biju pede que turismo de Paraíso seja mais bem explorado

Morros da Mesa e do Baú, além do Parque da Serrinha e da Arena Olímpica são citados pelo vereador como pontos que merecem estudo e investimento
Por: Ralph Diniz | Categoria: Política | 11-04-2024 16:35 | 1116
Para Biju, turismo pode gerar emprego e renda para jovens paraisenses e movimentar economia local
Para Biju, turismo pode gerar emprego e renda para jovens paraisenses e movimentar economia local Foto: Divulgação

Na sessão da Câmara de São Sebastião do Paraíso de segunda-feira, 8, o vereador Juliano Reis (Biju), discursou sobre a necessidade de se explorar o potencial turístico do município. Abordou diversos pontos-chave que, segundo ele, estão sendo negligenciados e poderiam transformar a cidade em um destaque regional.

No grande expediente, o vereador começou seu discurso destacando o Morro da Mesa, situado em Guardinha, que, segundo ele, possui um potencial turístico significativo ainda inexplorado. “Eu acho que, infelizmente, ainda a gente não tem um estudo para essa questão de turismo em Paraíso. Estamos perdendo tempo de tornar Guardinha um grande ponto turístico,” lamentou Reis, que ainda mencionou o fato de o local estar fechado em horários de grande atração de visitantes, como no início da manhã e da noite, durante o nascer e o pôr do sol.

Curiosamente, Biju mencionou rumores de um extraterrestre no Morro da Mesa como um exemplo de como o local já chama a atenção e poderia ser mais bem aproveitado. “E uma jogada de marketing há pouco tempo saiu sobre a possibilidade de um E.T. Lá no Morro da mesa você vê o tanto que expandiu o nome de São Sebastião do Paraíso e Guardinha. Imagina se a gente estrutura aquele lugar,” especulou, indicando as possibilidades de exploração turística.

Além do Morro da Mesa, o vereador abordou o potencial turístico de outros locais, como o Morro do Baú, descrevendo-o como “o maior mirante em São Sebastião do Paraíso.” Ele expressou frustração com a falta de infraestrutura e promoção turística no local, ressaltando que por mais que haja imbróglios sobre a administração do espaço, é possível resolvê-los para que o município tenha mais um ponto importante a explorar.

O Parque da Serrinha também foi mencionado como um local com potencial subutilizado. Segundo Biju, o espaço poderia se beneficiar de melhorias e promoção para atrair mais visitantes. “Hoje, ele é um local limitado, que quem vai uma, duas vezes não vai mais,” argumenta.

No campo da infraestrutura urbana, Biju elogiou as ações do prefeito Marcelo Morais em revitalizar espaços públicos e melhorar a iluminação e as estradas, incluindo a área da Guardinha possibilitando, inclusive, que mais pessoas cheguem em segurança ao distrito. Ele enfatizou a importância dessas melhorias para a atratividade turística da cidade. “Quando você asfalta uma estrada como a da Guardinha, tendo um ponto tão importante, tão de tamanho potencial, que é o Morro da Mesa e não explora, você está perdendo tempo de tornar o lugar um polo turístico na nossa cidade,” analisa.

A Arena Olímpica João Mambrini também foi citada como outro possível polo para atrair turistas para Paraíso e movimentar a economia local. Palco de grandes eventos no passado, como a Copa América de Basquete Sub-20, jogos decisivos da Liga Nacional de Futsal, partida da Liga Nacional de Vôlei, amistosos internacionais de handebol, além de ter sido casa das seleções brasileiras de base de basquete, o ginásio, de acordo com Biju, poderia voltar a abrigar eventos esportivos da mesma magnitude. “É um polo regional do esporte. Se a gente consegue trazer um campeonato de alto nível, imagina quanto turista a gente vai poder trazer aqui,” projeta o vereador.

Para defender suas ideias, Biju citou o sucesso da reativação dos pedalinhos da Lagoinha como um exemplo de como pequenas iniciativas podem ter um grande impacto na comunidade, reforçando laços familiares e trazendo vida nova a espaços antes negligenciados. “E uma indicação pela qual me orgulho muito. O prefeito executou, fazendo com que um lugar que foi abandonado por outras gestões, vivia sujo e fedorento, voltasse a ser um ponto de encontro para as famílias de Paraíso. Além disso, tem a questão da economia, com os bares que estão sempre movimentados”.

A discussão, então, se voltou para a situação de empregabilidade dos jovens da cidade, que poderiam beneficiar-se diretamente de um investimento turístico. “Podemos capacitar essas pessoas e oferecer uma condição melhor de renda,” afirmou o vereador, vinculando o desenvolvimento turístico à geração de emprego e melhoria social em Paraíso.

Ao concluir, Juliano Reis fez um apelo veemente por uma ação concreta para explorar o potencial turístico de Paraíso, criticando a falta de iniciativa e de visão estratégica na promoção do setor por parte do conselho municipal existente. “Nós temos que explorar essa demanda, pois Paraíso tem muitas riquezas que podem se tornar verdadeiros cartões postais”, conclui.

Suposta visita extraterrestre ao Morro da Mesa poderia  atrair fãs de ufologia para o distrito de Guardinha
Vereador defende que Morro do Baú fique aberto para que pessoas contemplem o nascer e o pôr do sol no mirante