CURTAS EDIÇÃO

Curtas

Por: Redação | Categoria: Cidades | 15-05-2024 03:58 | 620
Foto: Arquivo

Atenta às “súplicas”
Em resposta a ofícios enviados pela Câmara Municipal, informando à Polícia Militar, perturbação e direção perigosa em vias públicas de São Sebastião do Paraíso, praticados principalmente por motociclistas, e bicicletas motorizadas, o comandante da 95.ª Cia,  capitão Júlio César Prata, informou que a PM “sempre está atenta à súplicas da sociedade local em relação a parcela de responsabilidade de atuação na segurança pública, realizando diariamente operações de fiscalização de trânsito e outras mais”.

Dados
Informou que do início de janeiro a abril do corrente ano foram registradas pela PM 250 operações de natureza fiscalização de trânsito em Paraíso, resultando em 102 motocicletas removidas e autuadas e ocorrências de inflação, e ou, crimes de trânsito, sendo nove bicicletas motorizadas removidas de circulação, 75 autuações de trânsito referentes a inflações de conduzir motocicletas com descarga livre, ou silenciador no motor defeituoso, inexistente ou inoperante.

Colocar ordem
O ofício menciona que em março no bairro San Genaro e imediações foram desenvolvidas diversas operações policiais visando combater delitos de direção perigosa em via pública e direção. Pontua que houve “reconhecimento positivo inclusive pela Câmara com envio de ofício”. Não obstante números apresentados pelo comandante da 95.ª Cia PM, abusos continuam ocorrendo diuturnamente, com muito barulho de motocicletas, excessos de velocidade, alguns deles com motociclistas empinando seus veículos. Por isso, renovam-se as “súplicas”, para se colocar ordem no trânsito paraisense.

Oitenta por cento
Vereador Luiz de Paula enalteceu o espírito fraterno de paraisenses, a exemplo do que tem ocorrido no país, ao se mobilizarem para enviar ajuda ao Estado do Rio Grande Sul, assolado pelas águas. Mostrando imagens, o vereador criticou que são bilhões destinados a campanha eleitoral para as eleições municipais deste ano, e sugeriu que oitenta por cento deste montante deveria ser enviado para o Rio Grande do Sul para ajudar pessoas que perderam tudo.

Extinção do fundo
Luiz de Paula exemplificou que como candidato, ele compra com recursos próprios seu material para divulgação de campanha. Mandar bilhões para candidatos a prefeito e vereadores e deixar o pessoal sofrendo, acho que o dinheiro público deve ser gasto, investido em uma boa causa, afirmou. O vereador Sérgio Aparecido Gomes defendeu a extinção do fundo eleitoral sugerindo que ofício sejam enviados ao Congresso Nacional, governo federal e a instituições que se fizer necessário,

Boletim de ocorrência
Vereador Serginho disse durante o “Grande Expediente”, ter recebido um “print” em que a Câmara Municipal foi atacada em rede social por “pessoas maléficas, maldosas”. Salientou ter feito boletim de ocorrência e irá passar para o presidente José Luiz das Graças, e encaminhar para o Ministério Público para que se tome providências, e aja com rigor.

Ônus e bônus
Esta coluna teve acesso à possível postagem a que Serginho se referiu. Nela não é mencionada a Câmara. Quem postou afirma ter ficado “perplexa” ao “presenciar uma pessoa que vive atacando prefeito, recebendo dinheiro de um vereador para denegrir o prefeito”. O presidente explicou que irá encaminhar a questão para o Jurídico da Câmara. “A Internet é livre, fala-se o que quiser, mas há o ônus e o bônus”, completou José Luiz.

MEMÓRIA PARAISENSE
Em 15 de maio de 1910 foi aprovado pela Câmara Municipal, contrato de privilégio com o empresário Joaquim Mário de Souza Meirelles para exploração do serviço de geração e distribuição de energia elétrica em São Sebastião do Paraíso. Associado a outro empresário, constituiu a Companhia de Força e Luz Siqueira Meirelles que explorou o serviço de eletricidade numa dezena de cidades da região. Anos depois, o mesmo empresário participou da fundação da Fábrica de Cimento Portland Itaú e do Banco Itaú.