DIGITAL

Sinal digital de TV chegará a todos os municípios da microrregião de Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Tecnologia | 28-10-2021 00:59 | 1646
Sinal digital com mais qualidade e conteúdo estará disponível na região no próximo ano
Sinal digital com mais qualidade e conteúdo estará disponível na região no próximo ano Foto: Divulgação

Os municípios da microrregião de São Sebastião do Paraíso estão perto de darem adeus ao sinal analógico de televisão e entrarem, de uma vez por todas, na era do sinal digital. Para isso até 11 de novembro é o prazo para que as cidades listadas na fase 1.4 do ‘Digitaliza Brasil’ poderão solicitação adesão ao programa, criado pelo Ministério das Comunicações. Na terça-feira, 19, o Governo de Minas Gerais assinou o protocolo de cooperação que estabelece a entrada de Minas Gerais no projeto do Governo Federal.

Os municípios de São Tomás de Aquino, Itamogi, Jacuí, Monte Santo de Minas e Pratápolis que integram a microrregião de São Sebastião do Paraíso estão entre as 470 cidades que podem solicitar adesão ao programa. Na região ainda estão incluídas as cidades de Areado, Arceburgo, Capetinga, Conceição Aparecida, Delfinópolis, Guapé, Fortaleza de Minas, Juruaia, Ibiraci, Itaú de Minas, Muzambinho e São Pedro da União.  

O primeiro passo para fazer parte do programa e ter acesso aos benefícios da TV digital, é preencher formulário de adesão simplificado, disponível na página do Digitaliza Brasil. Basta um clique para as prefeituras estarem mais perto de levar tecnologia e inclusão digital à população.

As prefeituras de Minas Gerais que solicitarem adesão ao Digitaliza Brasil e forem qualificadas receberão os equipamentos para a digitalização do sinal de TV. A infraestrutura entregue será compartilhada pelo município e por emissoras de televisão autorizadas a transmitir em formato digital. Com isso, cidades que hoje têm apenas um canal de TV poderão ter até oito canais digitais. “O país ainda conta com 1.638 municípios que assistem apenas TV analógica e com o Digitaliza Brasil vamos levar a TV digital para o resto do Brasil. Até dezembro do ano que vem nenhum município mais vai assistir TV analógica”, enfatizou o ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Para garantir que todas as pessoas possam desfrutar da TV digital, o Digitaliza Brasil possibilita a distribuição de kits de conversão do sinal analógico para o digital às famílias de baixa renda, integrantes do Cadastro Único que atendam aos critérios estabelecidos pelo GIRED - grupo gestor constituído pelo Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Setor de Radiodifusão e de Telecomunicações.

Durante a assinatura do protocolo de cooperação que estabelece a entrada de Minas Gerais no projeto do governo federal “Digitaliza Brasil”, o governador destacou a importância de levar o sinal da Rede Minas para o maior número de localidades possível.

Segundo Romeu Zema, ela foi fundamental na transmissão das aulas da rede estadual de ensino durante a pandemia. “Esse upgrade neste sistema de televisão que o estado de Minas está sendo contemplado tem uma importância muito maior do que talvez possamos imaginar. Uma das dificuldades durante a pandemia foi chegar a muitas famílias e alunos exatamente pela falta de internet ou de TV. Com esta tecnologia, um canal a mais poderia ter sido acionado para passar programas, aulas, o dia todo, o que um canal analógico não permite”, comenta.

O governador destacou a importância de levar o sinal da Rede Minas para o maior número de localidades possível. Segundo Romeu Zema, ela foi fundamental na transmissão das aulas da rede estadual de ensino durante a pandemia. “Esse upgrade neste sistema de televisão que o estado de Minas está sendo contemplado tem uma importância muito maior do que talvez possamos imaginar.

Uma das dificuldades durante a pandemia foi chegar a muitas famílias e alunos exatamente pela falta de internet ou de TV. Com esta tecnologia, um canal a mais poderia ter sido acionado para passar programas, aulas, o dia todo, o que um canal analógico não permite. E a Rede Minas divulga as nossas belezas, a nossa cultura, as nossas cidades históricas e tem um papel muito grande em informar o próprio mineiro sobre aquilo que Minas Gerais tem”, afirmou o governador.

Com a assinatura do protocolo, as cidades elegíveis, segundo as normas do Ministério das Comunicações, têm até o dia 11 de novembro para aderir ao “Digitaliza Brasil”. As obras para instalação começam em 2022. Ainda no próximo ano, os equipamentos estarão prontos levando o sinal digital de TV para os municípios contemplados no programa, que também vai oferecer conversores de televisão com interatividade e desempenho otimizado para as famílias integrantes do Cadastro Único (CadÚnico), inclusive as beneficiárias do programa Bolsa Família, que atendem aos critérios estabelecidos Decreto nº 6.135, de 2007.

O sinal digital instalado com multiprogramação irá oferecer quatro canais, sendo um canal de programação da parceria EMC-EBC e três canais dedicados à formação e capacitação profissional, que podem ser usados mediante parcerias com a SEE e outros órgãos e entidades do estado, como Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Sistema S, Fiemg, instituições acadêmicas públicas e privadas, organismos internacionais, dentre outras, diversificando a programação e levando mais informação à população mineira.