ECONOMIA & TENDÊNCIAS

Mercado Central ampliará suas instalações em mais de mil metros quadrados

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Comércio | 29-04-2022 17:34 | 3192
Foto: Reprodução

O Mercado Central um dos mais tradicionais pontos comerciais de São Sebastião do Paraíso está preparando uma série de mudanças e inovações que pretende adotar nos próximos meses. Entre as principais medidas está a ampliação da loja matriz, cuja as obras já estão em andamento a todo vapor com a expectativa de que as novas instalações sejam entregues no final deste ano. Também está sendo preparada a adoção de novos conceitos e identidade visual que farão parte da marca da empresa.

“Estamos empenhados em promover uma série de medidas que vão trazer muito mais conforto e tranquilidade para os nossos clientes, facilitando as compras que poderão ser feitas com maior comodidade e proporcionando economia, como já temos feito”, comenta Wilson Batista Nunes Júnior, o Juninho, um dos sócios proprietários do empreendimento.

Desde quando assumiram o Mercado Central em 2012, Juninho e o sócio Carlos Roberto Cau não pararam de trabalhar com muita dedicação para satisfazer os clientes e conquistar o espaço em uma área comercial que vem sofrendo muitas mudanças de conceito nos últimos anos.

“As tendências mudam, o mundo está em movimento, as transformações são quase que diárias e é necessário acompanhar as novidades que são apresentadas para não ficarmos ultrapassados”, comenta o empreendedor.

Ele acredita que até o final do ano a primeira fase do processo de ampliação já estará concluída. “Fizemos visitas em grandes centros, conhecemos outras empresas, pesquisas foram realizadas, projetamos as novas instalações e assim temos um cronograma de trabalho sendo executado” destaca o empresário.

Por isso, aliando a teoria à prática e com a proposta de ofertar um serviço e atendimento de melhor e maior qualidade é que foi pensado na ampliação do mercado. “Tivemos um crescimento de demanda bastante significativo, graças a Deus, as pessoas confiam e acreditam no nosso trabalho e prestigiam o nosso comércio”, observa o comerciante. Percebendo a necessidade de ampliar as possibilidades de atendimento aos consumidores uma das primeiras medidas adotadas foi a aquisição da segunda loja. “Ficamos até próximos um local do outro, mas são públicos distintos. Atendemos não só os clientes próximos, mas também temos consumidores de outras regiões da cidade, da zona rural e até de outros municípios vizinhos que já estão acostumados a fazer suas compras aqui conosco”, relatam Juninho e Cau.

“Estamos colocando o projeto em prática, as obras começaram no início deste ano e estão em andamento”, conta.

Juninho e Cau descrevem que com o crescimento das vendas, a grande movimentação no mercado era nítida a necessidade de ampliar os espaços. “Foi pensando nisso que procuramos as melhores empresas para nos ajudar nessa nova estruturação, com novos conceitos, visual mais moderno, iluminação especial”, aponta. Eles também destacam que o empreendimento vai oferecer aos clientes e aos colaboradores ambientes personalizados, seções melhores distribuídas. “Queremos disponibilizar o que existe de melhor não só para melhor atender, mas para satisfazer os nossos consumidores”, acrescenta.

Com a aquisição de novas áreas no entorno da atual construção estão sendo construídos os novos espaços que terão mais de 1000m². O novo prédio com três pavimentos, terá a parte de depósito no subsolo, a loja no segundo piso e também o escritório no terceiro andar haverá repartições destinadas a parte de escritório, vestuários aos funcionários e espaço para atender aos fornecedores.

“Teremos um novo supermercado com mais espaços para os setores de hortifruti, açougue, padaria, com mais áreas livres entre as prateleiras e gôndolas. “A loja terá acesso pela rua Deputado Campos do Amaral, possibilitando trabalhar com mais tranquilidade para reposição de mercadorias, adoção de novas práticas e melhorias gerais no atendimento de todos os setores”, acrescentam.

CRESCIMENTO E INOVAÇÃO
Conforme o comerciante o período de pandemia fez com que algumas práticas que já eram utilizadas no Mercado Central fossem aprimoradas com resultados bastante positivos. “Já tínhamos o serviço de entregas que foi ampliado. Também melhoramos o e-comerce, possibilitando as compras pelo site, veio o aplicativo com as ofertas. As pessoas ficaram em casa e puderam fazer suas compras conosco com tranquilidade, da comodidade de seu lar. Todo o material chega na porta dos nossos clientes com agilidade, segurança e preços atrativos”, descreve.

Com estas medidas ele acredita que consegue fidelizar os clientes. “As pessoas sabem que aqui encontram o que procuram e que queremos fazer é oferecer condições mais facilitadas para que este relacionamento seja cada vez mais estreitado. O cliente satisfeito volta, por isso acolhemos bem e queremos atender cada vez melhor”, reforça.

Por isso Juninho e Cau dizem que estão sempre em busca de novos conhecimentos, aprendizados. “Estamos buscando as novas tendências, o servir com qualidade, oferecendo novas marcas, mais variedade”, completa. Até mesmo o quadro de colaboradores será ampliado pensando em completar o ciclo integralmente na sua totalidade. “Nas duas lojas são mais de 40 colaboradores e este número será aumentado ainda mais dentro deste processo de ampliação”, assegura.

De acordo com as previsões e planejamentos estabelecidos, até dezembro deve ser concluída a primeira fase das obras. “Em seguida iniciaremos a outra etapa que pretendemos concluí-la ao longo de 2023 para termos uma loja completa”, ressalta.

Os proprietários do Mercado Central revelam que em meio à estas transformações o empreendimento também passará por mudanças na sua descrição. “Já temos uma equipe de marketing trabalhando este detalhe, com a criação da nova identidade visual e o novo nome que passará a se chamar Central Supermercados. É o complemento de todo um trabalho em que temos dedicado todos os dias visando oferecer o melhor aos nossos clientes em todos os sentidos”, finalizam.