ACISSP / SENAR / EPAMIG

Dia de Campo reúne mais de 300 cafeicultores da região 

Evento, que foi bastante concorrido, numa realização da ACISSP, SENAR e EPAMIG  contou com palestras técnicas, demonstrações de campo e exposições de empresas parceiras.
Por: Redação | Categoria: Agricultura | 06-05-2022 16:53 | 864
Foto: Nelson Duarte/Jornal do Sudoeste

A ACISSP (Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de São Sebastião do Paraíso), em parceria com o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e EPAMIG (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais), realizou na manhã de quinta-feira (5/5), o Dia de Campo Café mais forte e encontro tecnológico do café. O evento contou também com a parceria da EMATER (Empresa Mineira de Assistência Técnica e Rural) e da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, que ofereceu parte das tendas para a realização das palestras e fez a manutenção da estrada de acesso ao local.

O evento foi realizado na fazenda experimental da EPAMIG e reuniu mais de trezentos produtores rurais de São Sebastião do Paraíso, São Tomás de Aquino, Ibiraci, Claraval, Itamogi, Monte Santo de Minas e Guaranésia. A somar os cafeicultores, expositores e equipes das entidades participantes, o evento reuniu mais de 500 pessoas. Os produtores rurais foram recepcionados com café da manhã e após fazerem a inscrição foram encaminhados para as palestras.

A primeira palestra do dia foi sobre as tendências do mercado de café, proferida por Marcelo Pedroza, diretor Comercial da Volcafé. Em sua explanação ele mostrou a previsão de safra para 2022, os impactos da geada do ano passado na queda de produção e as influências externas de eventos em diversas partes do mundo que agem diretamente na composição do preço do produto.

Após essa palestra, os participantes foram divididos em dois grupos. Um deles foi para os campos experimentais da EPAMIG receber as informações sobre as técnicas desenvolvidas no local.

Para esses cafeicultores foram apresentadas as cultivares estudadas com melhor adaptação para a região Sul de Minas, o manejo de plantas infestantes na lavoura cafeeira e as novas tecnologias de adubação.

Enquanto isso um grupo permaneceu na tenda principal do evento e assistiu as palestras sobre o cenário atual da cafeicultura, proferida por Kleso Silva Franco Dia, que é técnico da Emater. A segunda demonstração foi sobre o custo da produção do café e estudos de casos do programa ATeG (Assistência Técnica e Gerencial) desenvolvido pelo SENAR Minas e quem fez a exposição foi Rodrigo Elias Batista Almeida Dia, que é o supervisor desse trabalho em nossa região.

Na sequência os dois grupos inverteram os locais e quem estava no campo técnico voltou para assistir as palestras e quem já havia recebido as informações das explanações do dia, foi para as estações externas.

Ao final foi servido almoço para todos os presentes. O excedente da refeição foi doado para os internos do Asilo São Vicente de Paulo, de São Sebastião do Paraíso.

“O evento está muito bem organizado. As tendas para as palestras, as estações técnicas e os expositores. Eu participo de dias de campo na EPAMIG há pelo menos 20 anos e esse foi o melhor em que já estive”, analisou o técnico agrícola José Reis.

Ainda no Dia de Campo, havia 23 expositores que levaram seus produtos, máquinas, implementos, sementes, tecnologias e serviços para os cafeicultores. Entre essas empresas que participaram do evento foram feitos negócios e demonstrações num ambiente propício para o setor.

“A ACISSP tem seu braço agropecuário e decidimos entrar na organização desse dia de campo. Foi um trabalho intenso em pouco espaço de “tempo, mas o resultado foi muito positivo. Acolhemos os cafeicultores com possibilidade de receber informações técnicas, comerciais, de gestão e de manejo de sua propriedade e tivemos vários parceiros que acreditaram na associação e no trabalho que estamos fazendo e estiveram conosco nessa jornada. Acredito que atingimos nosso objetivo para esse primeiro evento”, analisou o diretor de Agronegócios da ACISSP, Gilson de Souza.

“Não havia muita clareza quanto ao tamanho da nossa participação nesse dia de campo, que já estava programado para acontecer. Fomos convidados pelo SENAR e decidimos, junto aos nossos diretores, que era a oportunidade de entrarmos de vez na atuação agropecuária. Analiso o evento como muito positivo, ainda mais por ser o primeiro, e vamos nos organizar para realizar mais um evento ainda esse ano, no segundo semestre, e o projeto é de uma grande feira agropecuária regional no mês de abril de 2023”, anunciou o presidente da ACISSP, Dr. Matheus Colombaroli.

A ACISSP também será parceira da Prefeitura de Paraíso na realização do Concurso Municipal de Café de Qualidade que ocorrerá em outubro, durante as comemorações do aniversário da cidade. “Essa é a proposta da nossa gestão, junto com nossos diretores: ter uma associação atuante, pulsante e ativa nos movimentos de nossa comunidade, em especial gerando ambientes de negócio e desenvolvimento para nossos associados”, concluiu Colombaroli.
(Assessoria de Comunicação ACISSP/CDL)