EDUCAÇÃO

Bombeiros fazem campanha de prevenção e conscientização a incêndios em Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Educação | 14-05-2022 15:05 | 235
Trabalho de conscientização acontece nas escolas mas objetivo é abranger toda a população
Trabalho de conscientização acontece nas escolas mas objetivo é abranger toda a população Foto: Divulgação

O 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros Militares de Minas Gerais em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente de São Sebastião do Paraíso lançou campanha de conscientização, prevenção e combate aos incêndios. O principal objetivo do projeto é o de reduzir os focos de incêndio ocorridos no perímetro urbano e zona rural de Paraíso e também a conscientização da população dos malefícios que as queimadas causam no meio ambiente e na saúde das pessoas.

Conforme informação divulgada pelo cabo Raul Pires Oliveira, que fez uso da tribuna na Câmara Municipal, somente em 2020 foram registrados mais de 300 incêndios no município.

O projeto foi iniciado em Paraíso há cerca de 10 dias quando começaram a ser realizadas nas escolas as palestras com informações sobre prevenção sobre as queimadas. A iniciativa conta com o apoio das Secretaria municipais de Educação e também a de Meio Ambiente, além da colaboração de outros departamentos da Prefeitura. O trabalho tem ainda a participação de outras instituições públicas, além do patrocínio de diversas empresas da cidade que também apoiam a causa.

O trabalho de conscientização abrange os estudantes que estão cursando o 3º ano das escolas municipais. Conforme anunciado pelos Bombeiros os alunos aprendem sobre os prejuízos e perigos dos incêndios e como evitá-los.

Eles também irão participar de um concurso de desenho sobre o tema, onde a Secretaria do Meio Ambiente irá escolher os melhores trabalhos que serão premiados. A intenção nesta primeira etapa do projeto é de abranger cerca de 800 alunos.

A próxima etapa do programa contará com reuniões a serem desenvolvidos junto aos representantes das Comunidades Rurais. Os encontros irão ocorrer ainda neste mês e será realizado em conjunto com órgãos e empresas parceiras. Um dos apoiadores é o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). A entidade ficou responsável por ministrar um curso para voluntário de “brigadista florestal” para os produtores rurais que se interessarem.

QUEIMADAS
De acordo com informações do 2º Pelotão BM foi divulgado que nos últimos dois anos (2020 e 2021) foram registrados 853 incêndios atendidos pelos bombeiros em toda região. De acordo com o Cabo Raul Pires Oliveira Neto, que fez uso da Tribuna Livre na Câmara dos Vereadores, nesta semana somente em 2020 em Paraíso foram registrados 176 incêndios urbanos e 128 ocorrências na zona rural.

Somente neste ano de 2.022 já foram atendidas cerca de 20 atendimentos com fogo em terreno, áreas as margens de rodovias entre outras áreas. “A abrangência do atendimento é de outras cinco cidades, além de Paraíso. Enquanto estamos atendendo casos de queimadas pode ocorrer de outras pessoas necessitarem de um socorro e o serviço fica comprometido”, observa.

Ele citou que neste ano as primeiras ocorrências já estão sendo registradas como aconteceu no sábado, 7, nas proximidades da Câmara Municipal, no Jardim Mediterranèe. “É um grave problema não só no aspecto ambiental, mas também de saúde pública, já que a população também é atingida, principalmente as crianças e idosos, o que provoca uma grande procura por atendimento nos postos de saúde e na UPA (Unidade de Pronto Atendimento)”, comentou. 

Ainda foi mencionado sobre a fumaça que muitas vezes cobre várias regiões quando não a cidade toda. No ano passado por vários dias Paraíso foi tomada por densa camada de fumaça situação que causou muito incômodo aos moradores.

Em uma das situações registrada em 9 de setembro um incêndio de grandes proporções registrado no interior do estado de São Paulo e em cidades próximas a divisa com Minas Gerais, provocou a chamada “chuva negra” em Paraíso. O dia literalmente virou noite, por volta das 14 horas.

O líquido contaminado que caiu da atmosfera atingiu a Lagoinha, um dos principais cartões postais da cidade e provocou grande mortandade de peixes. A lagoa precisou ter suas águas esgotadas e o local ainda continua em obras de revitalização.

Em diversos momentos Paraíso é tomada pela fumaça que invade o centro e encobre vários bairros da cidade