AGRONEGÓCIOS ESPECIAL COLHEITA

Dia de Campo reúne 340 produtores em São Sebastião do Paraíso

Por: Redação | Categoria: Agricultura | 14-05-2022 18:25 | 392
Foto: Nelson Duarte

O Dia de Campo ATeG Café + Forte Encontro Tecnológico do Café, realizado no Campo Experimental da EPAMIG, em São Sebastião do Paraíso, em 05 de maio, reuniu 340 participantes entre cafeicultores e parceiros do evento. Promovido  pelo Sistema FAEMG, Epamig, Associação Comercial Industrial, Agropecuária e de Serviços de São Sebastião do Paraíso (ACISSP), Prefeitura, com o apoio de entidades e diversas empresas do setor, o encontro teve como objetivo levar informações para o produtor e a retomada dos encontros presenciais, depois de mais de dois anos devido a pandemia.

O Dia de Campo foi dividido em uma palestra de abertura com o consultor Marcelo Pedroza da Volcafe, que falou sobre Mercado de Café, e mais cinco estações tecnológicas: Cenário Atual da Cafeicultura dirigida por Kleso Silva Franco da Emater; Custo de Produção de Café - estudo de caso do ATeG Café + Forte conduzida pelo supervisor do Programa Rodrigo Elias Batista Almeida Dias; Cultivares para as condições do Sul de Minas dirigida por Denis Henrique Silva Nadaleti da Epamig Sul; Manejo de Plantas infestantes na lavoura cafeeira dirigida por Elifas Nunes de Alcântara da Epamig Sul e Estação Tecnológica de Adubação apresentada pelos técnicos do ATeG Guilherme dos Santos Salomão e Roberto Tosta França.

“Eu como gerente da fazenda da EPAMIG ressalto que a parceria da Epamig com o SENAR trouxe um ganho muito grande para o Encontro Tecnológico do Café, que é tradicional na nossa região, agora associado ao ATeG Café + Forte. A organização junto com a ACISSP, também realizadora, foi excelente. Os apoiadores gostaram muito do evento. A interação entre participantes e patrocinadores fluiu muito bem. Quanto as palestras, de alto nível, foram muito pertinentes diante da demanda do produtor rural. A satisfação do nosso público alvo, que são os produtores, e os participantes interagindo na cadeia produtiva do café. Só podemos desejar melhorar a cada ano”, Juracy Júnior de Oliveira.

“Nossa parceria com a Epamig iniciou em 2021, em um momento difícil para a cafeicultura, onde o cenário tinha seca e geada. Criamos esse evento para levar informação ao produtor, para que ele pudesse tomar suas decisões de forma mais assertiva. O ano virou e enfrentamos outros desafios. Quem imaginava que o adubo atingisse os preços atuais? O poder da informação é o que nos motiva a fazer esse evento, porque nós acreditamos no poder da informação. Esperamos que de posse das informações compartilhadas no evento, todos possam tomar decisões visando uma cafeicultura ainda mais produtiva”, Rogger Mi-randa Coelho, gerente da Regional do Sistema FAEMG em Passos.

Os produtores de Ibiraci, Claudio Donizete de Carvalho e Guilherme José de Carvalho do Sítio Santa Helena e Júlio Cesar de Carvalho do Sítio Gasparina aprovaram o Dia de Campo. Eles destacaram a importância de conhecer as variedades que mais se adaptam à região, para evitar testes com variedades que não são produtivas. Animados com a volta dos eventos presenciais, eles também aprovaram a exposição de máquinas no local e enfatizaram a importância da proximidade das empresas com o produtor. Como exemplo citaram um dos tratores expostos, que não conheciam o modelo, e o uso do drone na agricultura.

A importância de conhecer as variedades de café que mais se adaptam a região também foi destacado pelo presidente do Sindicato dos Produtores de Ibiraci, Anivair Teles Rodrigues, que foi para o evento com 28 produtores. Segundo Anivair, ver o resultado das variedades no campo experimental é muito importante.

“A realização desse evento tem como foco principal a integração do agronegócio.  Temos que fazer relações para integrar todo o agronegócio. O produtor precisa da informação, da tecnologia e da decisão da porteira para fora. A ACISSP tem como objetivo integrar esses elos, uma integração entre as entidades como o SENAR, a Epamig, nós e os produtores para que tudo isso chegue na ponta, na mesa do consumidor”, Gilson Aloíse Souza, gerente de Agronegócios da ACISSP.
(por Denise Bueno – Ascom FAEMG/SENAR/INAES/Sindicatos)