ESPAÇO SAÚDE

Dietas da moda e suas consequências para a saúde

Por: Redação | Categoria: Saúde | 18-05-2022 04:55 | 406
Dra Leticia de Oliveira Médica Nefrologista e  Clínica Médica Lucano Clínicas
Dra Leticia de Oliveira Médica Nefrologista e Clínica Médica Lucano Clínicas Foto: Arquivo

A perda de peso em uma dieta é resultado de um balanço energético negativo, ou seja, existe um déficit entre a energia adquirida através da alimentação e o gasto calórico ao longo do dia. Portanto, qualquer dieta que tenha menos calorias do que se gasta, quando sustentada, leva a perda de peso. Simples né? Nem tanto...

Para ser efetiva quanto a perda de peso, é importante observar:

Velocidade da perda de peso; Ajuste fisiológico àquela dieta; Capacidade de manutenção da perda de peso (sendo este o fator mais importante).

Não existe, entretanto, uma única dieta considerada mais adequada para a perda ponderal.

 Dietas muito restritivas podem resultar em maiores perdas agudamente, mas não há diferença significativa a longo prazo, além de um possível maior risco de ganho de peso posterior, devido à falta de sustentabilidade, sendo necessário programar uma outra estratégia alimentar para manutenção.

As chamadas “dietas da moda” são aquelas que entram em voga na mídia, e geralmente propagam efeitos surpreendentes na perda de peso. No entanto, deve-se sempre ter cautela acerca desse tipo de dieta, sendo necessário averiguar se elas podem causar algum malefício, a capacidade de aderência à médio e longo prazo, e se há realmente o efeito prometido.

Também é importante pontuar que, apesar de ser consenso que alteração dietética é fundamental no combate a obesidade e ao sobrepeso, esta não deve ser feita como estratégia isolada, a adoção de terapia cognitivo comportamental e a prática de exercícios físicos, quando maior que 150 minutos por semana, acabam por potencializar a perda de peso esperada.

Muitas das dietas ditas da moda trazem como orientação a restrição de carboidratos e incremento de proteínas. Levando sim a redução de peso, mas em contrapartida podem levar a alguns efeitos colaterais como, aumento do ácido úrico (pelo aumento de consumo proteico), além das manifestações da cetose - cefaleia, insônia, tontura, náusea, sede, fadiga.

Também ocorre alterações do trânsito intestinal devido ao baixo nível de fibras (constipação ou diarreia). E ainda dietas assim são pobres em vitaminas, sais minerais e fibras. Requerendo suplementação de algumas vitaminas como a A, B6, E e folato, além de sais minerais, como o magnésio, ferro e potássio.

Há ainda dietas que propõem consumo exclusivo de líquidos como caldos e sucos por período de 24 h ou até uma semana, como a dieta da lua ou da sopa. E que leva sim a perda ponderal, mas também devido à alta restrição de grupos alimentares, sendo de baixo teor de fibras, lipídios e proteínas a sua manutenção é difícil, devido à pouca variedade de alimentos e texturas, e se mantida por longos períodos, pode gerar espoliação de ferro, deficiências de vitaminas do complexo B e zinco. Sendo necessário a reposição destes. Além de ser uma dieta extremamente monótona, o que dificulta sua adesão e a consequente manutenção do peso, após a perda inicial rápida.

Há também dietas mais equilibradas como a DASH e a Mediterrânea, dieta rica em frutas, legumes, cereais integrais, nozes, legumes, sementes e laticínios com baixo teor de gordura e carnes magras. Limita o consumo de sal, bebidas com cafeína e alcoólicas. Não limita, no entanto, o consumo de calorias.

Ambas trazem benefícios múltiplos à saúde, como controle do perfil lipídico, hipertensão arterial sistêmica e o diabetes mellitus. Além de um padrão de vida mais saudável. Melhora o perfil lipídico, com aumento do HDL e redução do LDL. Mas nem sempre levam a perda de peso, visto que as dietas originalmente não preconizam o controle do consumo de calorias mas sim a melhora da saúde como um todo.

Portanto veja sim informações, oriente-se sobre novas estratégias de perda de peso e alimentação, mas tenha sempre um bom profissional lhe auxiliando. Para evitar riscos a sua saúde ou ainda o temido efeito sanfona.

Dra Leticia de Oliveira
Nefrologia e Clínica Médica
Atendimentos presenciais, telemedicina, visitas domiciliares e MAPA 24 h.

Redes sociais:
@draleticianefro (Instagram)
Dra Leticia de Oliveira Nefrologia e Clínica Médica (Facebook)

Lucano Clínicas 
Rua Tenente José Joaquim, 555 - Centro - São Sebastião do Paraíso - Minas Gerais

Telefones: (35) 35312607, 3531-4723, 99962-8084