ESPAÇO SAÚDE

Já ouviram falar das canetinhas que emagrecem Saxenda x Ozempic?

Vamos falar um pouquinho sobre elas
Por: Redação | Categoria: Saúde | 01-06-2022 20:21 | 182
Dra Leticia de Oliveira Médica Nefrologista e  Clínica Médica Lucano Clínicas
Dra Leticia de Oliveira Médica Nefrologista e Clínica Médica Lucano Clínicas Foto: Arquivo

Ambas têm como princípio ativo análagos do GLP 1. E têm como objetivo controle dos níveis de açúcares no corpo, redução da velocidade do esvaziamento gástrico aumentando assim a saciedade. E com isso também os intervalos entre as refeições. Restaura a primeira fase da secreção de insulina. E auxilia na perda de peso.

Mas não substitui o uso da insulina.   E qual a diferença entre eles:

Ozempic: Utilizado apenas uma vez na semana. Reduz cerca de 12% de peso corporal.

Saxenda: Utilizado diariamente. Reduz cerca de 5-10% de peso corporal.

Ambos possuem efeitos colaterais semelhantes. Prisão de ventre, náuseas, vômitos, prostração e outros. No primeiro uso o Saxenda permite um melhor controle dos efeitos colaterais, por ser de uso diário, enquanto no Ozempic se houver efeito colateral ele perdurará por uma semana.

E quais são os benefícios trazidos por elas? Ambas promovem ação de proteção ao sistema nervoso central. Controle do apetite por meio do alentecimento do esvaziamento gástrico.

Cardioproteção, devido controle de níveis pressóricos. Reduz até 10 mm de mercúrio. Ajudam na regulação do metabolismo dos açúcares em nosso corpo, assim como a biossíntese insulina.

Promovem a  proliferação células pancreáticas responsáveis pela secreção de insulina e glucagon. (Efeito anti diabético). Redução estimada de glicemia de jejum: 30 mg/dL e hemoglobina glicosilada  em 0,8-1,5%.

Redução do peso corporal. Redução da variabilidade da glicose após alimentação. Não causa hipoglicemia. Portanto é uma medicação segura para a perda de peso aos não diabéticos.

Reduz a perda de proteínas na urina. E essas medicações podem ser utilizadas por qualquer pessoa? Não, possuem algumas contraindicações.

Gravidez e lactação. Alérgicos aos componentes da medicação

Pessoas que já tiveram câncer de   tireoide. Pessoas que já tiveram pancreatite. Portadores de disfunção renal em que o rim funcione menos de 15%.

Veja você com seu médico se alguma dessas medicações pode ser utilizado no seu tratamento. Nunca utilize medicações sem acompanhamento médico. Precisam ser ajustadas doses, tempo se uso de medicação, avaliada resposta ao tratamento. Se cuidem. 

Dra Leticia de Oliveira
Nefrologia e Clínica Médica

Atendimentos presenciais, telemedicina, visitas domiciliares e MAPA 24 h.

Redes sociais:
@draleticianefro (Instagram)
Dra Leticia de Oliveira Nefrologia e Clínica Médica (Facebook)

Lucano Clínicas
Rua Tenente José Joaquim, 555 - Centro - São Sebastião do Paraíso - Minas Gerais

Telefones: (35) 35312607, 3531-4723, 99962-8084