UFLA e SANTA CASA

Santa Casa recebe alunos da UFLA para Internato em Clínica Médica, Urgência e Emergência

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 09-06-2022 08:59 | 803
Foto: Divulgação

Alunos da UFLA (Universidade Federal de Lavras) iniciaram na segunda-feira,6, a 1.ª Turma do Internato em Urgência e Emergência e Clínica Médica na Santa Casa de Misericórdia em São Sebastião do Paraíso. Os estudantes foram recebidos pelo médico Luciano Costantini, que é supervisor da Urgência e Emergência. Também participaram da recepção aos estudantes o supervisor da Clínica Médica do hospital Rodrigo Russo e a diretora Técnica, Rachel Costantini, juntamente com a coordenadora do SCIH, Roselaine Aparecida.

A Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso, oferece toda infraestrutura aos estudantes que estão cursando o último ano da faculdade de medicina e através do internado poderão vivenciar a prática hospitalar até início de agosto.

Considerada a última etapa do curso de Medicina, o internato é um estágio curricular obrigatório feito a partir do nono período. Os estudantes colocam em prática o conhecimento adquirido durante os quatro anos de formação, sob a supervisão direta de docentes e outros médicos atuantes nas unidades conveniadas. A Universidade Federal de Lavras (UFLA) tem parcerias com instituições de saúde hospitalares de quatro cidades do estado de Minas Gerais: Lavras, Santo Antônio do Amparo, Perdões e São Sebastião do Paraíso.

Na área hospitalar são ofertadas práticas de Internato Médico nas áreas de Clínica Médica, Urgência e Emergência, Pediatria, Cirurgia e Ginecologia e Obstetrícia. Na prática, o internato em diversas cidades e áreas contribui muito para a formação dos estudantes de Medicina, como explica a professora Miriam Monteiro de Castro Graciano, coordenadora do curso de Medicina da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS) da UFLA.

"Quanto mais diversificado o cenário de práticas, maior o leque de casos clínicos para o estudante e, consequentemente, melhor o seu treinamento, pois ele aprende em contextos epidemiológicos e de gestão de saúde diferentes, o que o capacita ainda mais para se adaptar melhor às condições de trabalho ou necessidades de saúde com as quais possa se deparar depois de formado".

O internato segue a regulamentação do Ministério da Educação (MEC). Nesse período, o estudante deve passar necessariamente pelas áreas de: Ginecologia-Obstetrícia, Pediatria, Clínica médica, Cirurgia, Medicina da Família e Comunidade, Saúde Coletiva. Saúde Mental, Urgência e Emergência. "As diretrizes do curso de medicina estabelecem as áreas obrigatórias de internato médico. No nosso caso, criamos um internato de Rede da UFLA; o qual contempla a Saúde Coletiva e a Saúde Mental. Nele, o estudante atua nos três níveis de atenção: primária, em Estratégia de Saúde da Família (ESF); secundária, em ambulatórios de especialidades; e terciária, em hospitais e na Unidade de Pronto Atendimento - UPA", comenta a professora.

Ainda conforme o MEC, as atividades do internato devem ser majoritariamente práticas, com a carga horária teórica atingindo no máximo 20% do total de cada modalidade. "Os acadêmicos da UFLA fazem as atividades juntamente com os residentes e participam das atividades práticas e teóricas da residência, além das específicas da graduação aqui no Hospital Regional São Sebastião, em Santo Antônio do Amparo. O internato é um momento de prática sempre alinhado à teoria.

O intuito é tornar esses estudantes de medicina mais preparados para o atendimento, além de treinar suas habilidades e competências interpessoais", esclarece o professor Luiz Humberto Guedes Andrade, docente do curso de Medicina da UFLA e médico responsável pelo internato em cirurgia.

No dia 12 de abril o diretor da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Lavras (UFLA), professor Luiz Henrique Maciel, e a coordenadora do curso de Medicina, professora Miriam Monteiro Graciano, reuniram-se com representantes da Santa Casa de Misericórdia em São Sebastião do Paraíso.

Na reunião, foram acordados campos de internato para os estudantes de Medicina da UFLA em diversas áreas da atenção básica e especializada, todas vinculadas ao município paraisense. Também foram consolidadas as atividades já desenvolvidas na Santa Casa.

A reunião teve a participação dos coordenadores do Serviço de Atendimento Especial /Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA) do município, coordenadores da Atenção Médica Primária, o provedor e o diretor clínico da Santa Casa do município, além do prefeito, Marcelo de Morais, do vice-prefeito, Daniel Tales de Oliveira, e de assessores da Prefeitura.

"Estas parcerias são fundamentais para a formação dos nossos estudantes, por se tratarem de campos de prática muito bem geridos e desenvolvidos, com  impacto extremamente positivo na vivência cotidiana dos serviços de saúde", explica o diretor da Faculdade de Ciências da Saúde.