AMPLIAÇÃO

UPA de Paraíso pode ter sua classificação ampliada para melhor atender

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 15-06-2022 10:25 | 777
Em análise proposta da ampliação dos espaços  e serviços oferecidos para melhor atender a comunidade
Em análise proposta da ampliação dos espaços e serviços oferecidos para melhor atender a comunidade Foto: Arquivo

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de São Sebastião do Paraíso poderá ter seu tipo e porte ampliados. A informação é do prefeito Marcelo de Morais em resposta ao questionamento da vereadora Maria Aparecida Cerize Ramos, durante a realização de Audiência Pública na Câmara Municipal. Nesta quarta-feira,15, haverá uma visita técnica para avaliar os espaços onde os espaços de atendimento possam ser ampliados, podendo ser absorvidas as áreas onde funcionavam a Secretaria Municipal de Saúde e o Centro Covid.

A vereadora Cidinha Cerize ao comentar sobre a situação das contas do município destacou que a administração tem feito esforços no sentido de manter os gastos menores do que a arrecadação. Mantendo o equilíbrio das contas ampliam-se a capacidade de realização de investimentos. Neste sentido ela indagou o prefeito em relação a situação da UPA que nos últimos tempos recebeu um aumento significativo de pessoas que passaram a ser atendidas aumentando a demanda para além da capacidade estimada.

O prefeito Marcelo Morais disse que de forma extraoficial houve um aumento de aproximadamente nove mil pessoas que migraram dos planos de saúde para o atendimento oferecido pelo Município através do SUS (Sistema Único de Saúde).

"Inclusive nas Unidades de Saúde da Família a procura pelos nossos serviços cresceu três vezes mais", enumera. Ele disse que os números estão sendo avaliados e serão considerados os dados históricos dos últimos 12 meses, mas que pretende-se incluir as informações dos próximos meses incluindo julho e agosto que são considerados de pico de atendimento devido o período de frio.

Marcelo anunciou que a UPA de Paraíso possui classificação tipo 7 e porte 3 que permite que se tenha quatro clínicos-gerais. "Estamos avaliando a possibilidade de ampliarmos, inclusive teremos uma visita técnica lá, desde já os vereadores estão convidados a nos acompanhar, onde analisaremos a possibilidade de mudança do porte e do tipo", mencionou o prefeito.

Morais disse ainda que devido ao aumento da procura foi ampliado o atendimento na pediatria no horário de pico entre às 17 e 22 horas. "O que não pode ocorrer são as pessoas quererem escolher qual o médico para o atendimento quando temos diversos profissionais disponíveis", ressalta.

Ele defende que o sistema está sobrecarregado, mas não abre mão da qualidade. "O cidadão chegou tem que ser atendido. O que nós temos pedido e cobrado é que haja um atendimento com qualidade, respeito e dignidade para a pessoa que precisa passar pelo serviço", destaca.

Conforme o prefeito a intenção de melhorar o atendimento na saúde não está apenas no campo das ideias. "Não estamos apenas pensando, já estamos projetando e avaliando todas as mudanças que serão necessárias para ampliarmos a nossa capacidade de atendimento", concluiu.

SOBRE A UPA
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) faz parte da Rede de Atenção às Urgências. O objetivo é concentrar os atendimentos de saúde de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a atenção básica, atenção hospitalar, atenção domiciliar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU 192. Desta forma, a população terá uma melhoria no acesso, um aumento da capacidade de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

A UPA 24h oferece estrutura simplificada, com raios-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Se necessário o paciente poderá ser encaminhado para um hospital da rede de saúde, para realização de procedimento de alta complexidade. As UPA"s funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana, e podem atender grande parte das urgências e emergências.

Na Unidade de Pronto Atendimento é prestado um atendimento resolutivo e qualificado aos pacientes acometidos por quadros agudos de natureza clínica. Também é prestado o primeiro atendimento aos casos de natureza cirúrgica e de trauma, estabilizando os pacientes e realizando a investigação diagnóstica inicial, de modo a definir a conduta necessária para cada caso, bem como garantir o referenciamento dos pacientes que necessitarem de atendimento.

Na UPA o paciente pode ser mantido em observação, por até 24 horas, para elucidação diagnóstica ou estabilização clínica. Aqueles que não tiveram suas queixas resolvidas são encaminhados com garantia da continuidade do cuidado para internação em serviços hospitalares de retaguarda, por meio da regulação do acesso assistencial.