CURTAS EDIÇÃO 2620

Curtas

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 22-06-2022 10:20 | 386
Foto: Arquivo

Cemig esclarece
Na edição de 11 de junho, o “JS” publicou matéria de Sebastião Tadeu Ribeiro “Atenção pedestres e Cemig, tem tampa de caixa subterrânea quebrada no centro”. Em nota que nos foi enviada a Cemig informa ter enviado “equipe à rua Pimenta de Pádua e, no local, os técnicos identificaram que a caisa de passagem do rama de entrada subterrâneo é de responsabilidade do cliente, no caso, o Banco Itaú Unibanco do município de São Sebastião do Paraíso, que foi notificado para providenciar a substituição imediata”.

Poço
A perfuração de um poço artesiano dentro das instalações da Câmara Municipal tem causado interpretações diversas. De um lado há quem defenda a construção exaltando os benefícios eu serão obtidos. Por outro lado, conforme desabafou o vereador presidente, Lisandro Monteiro “meia dúzia de pessoas são pagas para baterem em vereadores, principalmente nele, e no prefeito. Nesta semana foi dito que a Câmara não tinha autorização do IGAM (Instituto Mineiro de Gestão das Águas) para perfurar o poço”. Lisandro afirmou que a Câmara tem feito economia, enquanto em gestão anterior se fazia festa ao custo de R$ 150 mil.

Autorizado
Ainda a respeito das cobranças, o presidente da Câmara Lisandro José Monteiro apresentou a documentação a respeito das autorizações do Instituto das Águas, da Supram e da Secretaria Estadual de Meio Ambiente. E mais, por desconhecimento, as indagações acabaram servindo de munição para a defesa e o contraataque. Conforme anunciado em três anos a economia com o pagamento da conta de água deverá pagar o investimento realizado. Lisandro alfinetou os opositores dizendo que as acusações são feitas por meia dúzia que possivelmente não conhece a cor da carteira profissional, e por fim disparou ao estilo Marília Mendonça: “aceita que dói menos”, concluiu.

Austeridade
Conforme disse assim que assumiu a presidência do Legislativo ele tem adotado o que pode ser chamado de política de austeridade. Houve corte de despesas, algumas delas destinadas a financiar festas de fim de ano, bem como os gastos com viagens e reduziu drasticamente a quantidade de funcionários na casa. Segundo deixou bem claro, acabou a farra.

Devolução
A propósito foi anunciado na sessão de segunda-feira (20), que somente em 2021 a Câmara economizou R$ 5 milhões. A verba devolvida ao Executivo serviu para a execução de diversas ações. Agora em 2022 não vai ser diferente e já está sendo anunciado que nos próximos dias haverá uma nova devolução das sobras orçamentárias da Câmara.  Conforme foi dito pelo presidente Lisandro serão devolvidos R$ 1 milhão que voltarão para os cofres da administração municipal. Caberá a prefeitura definir em qual setor o recurso extra será aplicado.

Itinerante
Conforme anunciado, no próximo dia 3 de julho, excepcionalmente um domingo haverá Gabinete Itinerante da Câmara de Paraíso. Desta vez acontecerá na feira livre do Complexo San Genaro. A expectativa de que desta vez a população compareça. Do último encontro a participação popular na região do Jardim Belvedere ficou aquém das expectativas. Novamente há o anúncio de que além dos vereadores e servidores do Legislativo, haverá a presença de secretários da administração, do vice-prefeito Daniel Thales e do prefeito Marcelo de Morais. Pode ser até que aconteça a inauguração das obras de revitalização das lagoas.

Sede
Na sessão de segunda da Câmara foi lida correspondência  da chefe de gabinete da Polícia Civil de Minas Gerais, Agueda Bueno Nascimento. O documento informa sobre indagações sobre recursos de manutenção da sede da 4ª Delegacia Regional da Polícia Civil. Além da renovação da frota, equipamentos, viaturas, armamento foram realizados investimentos com recursos prioritários. Quanto a construção de nova sede a iniciativa demanda recursos maiores que pelo jeito o estado não dispõe e tal medida ficará para uma próxima oportunidade, sabe-se lá quando.

Feriado
Através da Tribuna Livre Virtual, cidadão de São Sebastião do Paraíso mais uma vez fomentou o debate em torno da manutenção do feriado de 20 de novembro no município. O dia da Consciência Negra foi defendido como uma data para ser lembrada e celebrada com eventos diversos sem a necessidade do fechamento das atividades comerciais, industriais e de serviço. Nenhum vereador se manifestou a respeito concordando ou não que da forma como está colocada a data traz prejuízo quando os consumidores deixam Paraíso e vão para outras cidades fazer compras.

Emenda
Em tempos eleitorais as emendas parlamentares continuam chegando e por um lado acabam sendo muito bem-vindas.  Comunicado da Câmara dos Deputados informa que o deputado federal Eduardo Barbosa destinou R$ 100 mil que já encontra-se depositado em contado município para o Hospital Gedor Silveira. Trata-se de emenda de bancada referente ao Orçamento de 2022. A vereadora Maria Aparecida Cerize Ramos disse que em outra oportunidade reivindicou verba e não veio. Ironicamente o presidente Lisandro Monteiro disse que neste ano as verbas vão chegar e já estão chegando.

Impasse
O projeto de lei que concede meia entrada em cinema, espetáculos e eventos afins em Paraíso continua rendendo divergência entre vereadores. Há quem defenda que a medida fará encarecer o preço da tarifa para todos os públicos como forma de compensar os descontos ofertados. Depois de alguns pedidos de vistas e tentativa de convencimento de que a proposta é “um tiro no pé” o projeto acabou sendo aprovado em primeiro turno. É possível que na próxima semana ele seja votado em definitivo. A quem admita outras formas da proposta ser barrada, uma delas,  Ação Direta de Inconstitucionalidade que pode ser alvo de recurso do Executivo.

Unificação
O vereador Pedro Sérgio Delfante defendeu que as sedes do Corpo de Bombeiros e do SAMU sejam unificadas em São Sebastião do Paraíso, para se evitar duplo acionamento. No caso, o SAMU de Paraíso seria deslocado para junto da sede dos Bombeiros. Da mesma forma foi defendido o aumento do efetivo para aprimorar o atendimento em todos os municípios. Outra medida aventada é a possibilidade de se transformar o atual Pelotão em Companhia, o que em tese significaria melhor aparato em recursos humanos e logísticos.