NESFA

IMATURIDADE: O MAL DO SÉCULO

Por: . | Categoria: Educação | 23-08-2023 09:12 | 1951
Laura de Pádua Nascimento Rodarte, Psicopedagoga e Coordenadora Educacional
Laura de Pádua Nascimento Rodarte, Psicopedagoga e Coordenadora Educacional Foto: Reprodução

Quando olhamos para a geração atual, algo chama a atenção: as pessoas estão cada vez mais imaturas. Parece que a adolescência nunca acaba.

Se antes a vida adulta começava por volta dos 18 ou 20 anos, hoje é comum encontrar jovens senhores beirando a casa dos 30/40 e que ainda se comportam como crianças. Só querem saber de curtir a vida. Fazem só o que lhes dá prazer e fogem do que custa. Em geral, tal fato acontece porque deixamos de educar nossas crianças nas virtudes com medo de traumatizar.

Eu me pergunto: quando foi que uma obrigação como arrumar a própria cama se tornou algo tão absurdo a ponto de traumatizar uma criança? A correria do dia a dia nos leva a fazer tudo por nossos filhos, afinal é mais rápido eu arrumar a cama do que "perder tempo" ensinando a criança. Além disso, terceirizamos a educação de nossos filhos para a escola, para as babás, para as telas com a desculpa de que precisamos trabalhar para dar o melhor a eles.

O pior está por vir: negamos a eles o direito de receber os "nãos" necessários para evoluir. Por causa do nosso comodismo, nossos filhos hoje, precisam lidar com as dificuldades da vida sem possuírem as ferramentas adequadas que só o amadurecimento é capaz de fornecer.

A boa notícia é que ainda dá tempo de corrigir a rota e evitar que nossas crianças continuem trilhando este caminho desastroso. O ensino das virtudes é a forma mais eficaz de preparar e garantir que nossos filhos tenham sucesso na vida.

Mas por onde começar a ensinar virtudes?
Primeiro, precisamos ter em mente que as virtudes humanas são divididas em 4: temperança, fortaleza, prudência e justiça. Delas derivam-se as demais virtudes.

A temperança também pode ser entendida como a virtude da ordem. É a primeira que precisamos desenvolver. Está associada à ordem mental, material, temporal, afetiva e emocional. Pode ser ensinada desde bebê com atitudes simples como seguir uma rotina e ter um horário para cada coisa.

Aqui no Colégio NESFA, o projeto virtudes propõe uma série de atividades para desenvolver a virtude da ordem. Enquanto na escola os professores ensinam sobre a organização do espaço e a importância da rotina, os pais são convidados a estipular um horário fixo para as crianças irem para a cama e recebem dicas de como ensiná-las a dormir com segurança e autonomia.