MUNDIAL MASTER

Paraisense se destaca no Mundial Master de Esportes Aquáticos

Com resultados impressionantes, Raphael Marinzeck retorna do Japão com sentimento de dever cumprido e muitos novos amigos
Por: Ralph Diniz | Categoria: Esporte | 29-08-2023 18:56 | 2419
Raphael Marinzeck Borborema
Raphael Marinzeck Borborema Foto: Reprodução

A cidade japonesa de Fukuoka foi palco de desempenhos espetaculares durante o Mundial Master de Esportes Aquáticos, e o brasileiro/neozelandês Raphael Marinzeck Borborema foi um dos destaques, competindo na categoria M40-44, representando a equipe Brasil Masters.

O paraisense que vive na Nova Zelândia conquistou importantes resultados, nas provas individuais, ele conquistou:  9º lugar em 200m Peito, com o tempo de 2:42.73; 13º lugar em 100m Peito, cronometrando 1:13.10; 14º lugar tanto nos 50m Peito (32.12 segundos) quanto nos 3km Águas Abertas (48:47.7), e 40º lugar em 50m Borboleta, com o tempo de 29.79 segundos.

Nos revezamentos, Raphael também se destacou, com as seguintes marcas: 10º lugar no 4x50 Medley misto 240-279, com o tempo de 2:41.79; 15º lugar no 4x50 Livre masculino 160-199, cronometrando 1:47.84, e 17º lugar no 4x50 Medley masculino 120-159, com o tempo de 1:59.17.

A jornada de Raphael até o Mundial foi desafiadora. “Quando eu coloquei o objetivo de ir para o Mundial eu não fazia ideia do que me esperava, nem técnico eu tinha”, declara o atleta. Mas, com determinação, ele terminou no Top 10 do mundo nos 200m Peito e no Top 15 em todas as suas principais provas individuais.

Raphael afirma grato a todos que o apoiaram nessa empreitada, especialmente ao técnico Rodrigo Trivino, sua mãe Regina Helena, e a amigos como Peter Gibbs, Nelson Duarte, Tomás Martins, Sueon e Fabrício Campos. “Voltei pra casa super feliz com meus resultados e uma experiência imensurável de um campeonato mundial de altíssimo nível”, reflete o nadador.

A paixão de Raphael pelo esporte começou em sua adolescência em São Sebastião do Paraíso, Brasil, onde conquistou diversos títulos estaduais nadando peito. Ele pausou sua carreira competitiva na universidade, mas retomou em 2006 em São Carlos (SP), sagrando-se campeão estadual de não federados naquele ano.