TREVO NASCENTES DAS GERAIS

“Pensa num trem bagunçado”, diz vereador sobre trevo, e acesso ao Cd. Industrial e Alto Paraíso

Por: Nelson Duarte | Categoria: Transporte | 29-09-2023 16:26 | 2041
 O gerente de logística Reginaldo Leite da Costa sofreu acidente no desvio que vem sendo utilizado para acesso e saída do bairro Alto Paraíso e Cidade Industrial.
O gerente de logística Reginaldo Leite da Costa sofreu acidente no desvio que vem sendo utilizado para acesso e saída do bairro Alto Paraíso e Cidade Industrial. Foto: Reprodução

Mudanças feitas pela Nascentes das Gerais no acanhado trevo que interliga a rodovia BR 491 com a MG 050 no perímetro urbano de São Sebastião do Paraíso, tem gerado reclamações pela falta de segurança. Não apenas pela falta de acesso ao bairro Cidade Industrial, que foi fechado, mas pela confusão estabelecida no fluxo de veículos e sinalização ineficiente. Alertas têm sido feitos e objeto de pedidos de providências por vereadores. Quarta-feira (27), mais um acidente foi registrado naquele local.

“Pensa num trem bagunçado”, disse o vereador Lisandro Monteiro ao se referir ao trevo construído pela Nascentes das Gerais e a passagem improvisada para se ter acesso a bairros. “Fui procurado por vários moradores, empresários, comerciantes no Cidade Industrial, com a queixa que existe acesso apenas para sair do bairro, mas não para entrar. Fiz ofício segunda-feira a ser encaminhado para o diretor da Nascentes das Gerais, solicitando providências urgentes na solução do problema”.

O ACIDENTE
Na manhã de quarta-feira (27), o gerente de logística Reginaldo Leite da Costa, 49 anos, que reside no bairro Alto do Paraíso, seguia para seu trabalho em uma empresa de transportes. Passa pelo menos três vezes por dia por aquele local, utilizando um trecho da rodovia BR 491. Conforme disse, era por volta das 05h40 quando ele passava de moto pelo desvio que tem sido utilizado por para se ter acesso e saída dos bairros Alto Paraíso e Cidade Industrial, e houve o incidente.

“Uma motocicleta de grande porte atravessou reto. Ando bem de vagar e fui ultrapassado por outro motociclista que me atingiu a perna esquerda e fui cair a uns cinco metros de distância. Tive cortes no rosto e na perna, e minha moto ficou muito estragada”, conta. “Aquele local está muito perigoso. Cortam a pista, entram de uma vez no desvio de terra com motos, bicicletas e até caminhões”, acrescenta.

Sobre o acidente que vitimou Reginaldo, o vereador Lisandro Monteiro questiona quem irá pagar o salário da vítima, que é trabalhador e precisará ficar parado alguns dias. Lembra que a construção do trevo não é nenhum favor por parte na Nascentes, tendo em vista os valores arrecadados nos pedágios. “Que façam as coisas bem feitas, oferecendo segurança no trânsito, antes que morra alguém”, complementa.

Vereador Lisandro Monteiro