POLEPOSITION

Verstappen pode se tornar tricampeão hoje

Por: Sérgio Magalhães | Categoria: Esporte | 07-10-2023 09:29 | 1131
Verstappen pode se tornar tricampeão na sprint deste sábado
Verstappen pode se tornar tricampeão na sprint deste sábado Foto: Divulgação / Red Bull

Max Verstappen pode garantir o tricampeonato neste sábado. Para isso, basta terminar a corrida sprint na 6ª posição, o que lhe dará os 3 pontos que precisa no Circuito de Losail para não ser mais alcançado pelo companheiro, Sergio Perez. E se não for hoje, dificilmente o campeonato de pilotos escapa de terminar amanhã no GP do Qatar, 17ª etapa do Mundial. Depois vão faltar outras cinco corridas para o encerramento da temporada. A Red Bull já é a campeã de construtores desde a etapa do Japão, há 15 dias.

Verstappen venceu até aqui 13 corridas, mais uma ele deixa para trás os recordistas de vitórias numa mesma temporada: Michael Schumacher em 2004 e Sebastian Vettel em 2013. Com 400 pontos em 16 corridas, o holandês tem a impressionante média de 25 pontos por corrida, mesma quantidade de pontos distribuídos ao vencedor sem contar o ponto extra da volta mais rápida.

Verstappen estreou precocemente na F1 aos 17 anos e 5 meses no GP da Austrália de 2015. Na corrida seguinte chegou em 7º, tornando-se o mais jovem a pontuar na categoria. Mas ele já havia pilotado pela primeira vez aos 16 anos e 11 meses o carro da Toro Rosso - atual Alpha Tauri - para obter a superlicença. A pouca idade para guiar um F1 levou a Federação Internacional de Automobilismo a estabelecer regras para que nenhum outro piloto com menos de 18 anos possa ingressar na categoria. Aos 18 anos e 7 meses tornou-se o mais jovem a vencer uma corrida no GP da Espanha de 2016. A vitória o colocou também no topo do ranking de pilotos mais jovens a subir no pódio. Mas curiosamente Verstappen nunca foi o mais jovem a vencer campeonato na F1. Ele foi campeão pela primeira vez em 2021 quando tinha 24 anos e 6 meses - o 4º da lista. Sebastian Vettel é o mais jovem campeão aos 23 anos e 4 meses, seguido por Hamilton que tinha 23 anos e 9 meses quando venceu seu primeiro título em 2008, e Alonso aos 24 anos e 1 mês em 2005.

Quando foi bi no ano passado aos 25 anos e 1 mês, ficou atrás de Vettel, também o mais jovem bicampeão aos 24 anos e 3 meses em 2011. E Vettel também lidera a lista dos tricampeões mais jovens quando tinha 25 anos e 4 meses em 2012. Verstappen acabou de completar 26 anos no último sábado (30), e ainda que seja tetra no ano que vem, ficará atrás de Vettel que foi tetra aos 26.

E se confirmar o título na corrida sprint de hoje, o holandês será o primeiro piloto a vencer um campeonato no dia de sábado desde o tri de Nelson Piquet em 1987. Será uma estatística curiosa de sogro e genro - Verstappen está casado com Kelly Piquet, filha de Nelson - sendo tricampeões na véspera da corrida. Vale destacar que os três títulos de Nelson Piquet foram conquistados no dia de sábado. O primeiro em Las Vegas/1981 e o segundo em Kyalami, na África do Sul/1983. Na época essas duas provas eram realizadas no sábado. E o terceiro veio por antecipação depois de uma batida forte de Nigel Mansell no treino de sexta-feira no Japão, que o impediu de correr no domingo. O anúncio oficial da desistência de Mansell aconteceu na manhã de sábado em 1987.

Na história da F1, outros que comemoraram títulos no sábado foram: Jack Brabham em 1959, Graham Hill em 1962 e Keke Rosberg em 1982.

O GP do Qatar estreou na F1 em 2021 como uma das provas tampão devido ao cancelamento de várias outras por conta da pandemia. E o riquíssimo país árabe assinou um contrato de 10 anos que começa a valer a partir deste final de semana. Em 2022 a prova não foi realizada por conta das atenções que o país depositou na Copa do Mundo.

Para quem acompanha a MotoGP, o Circuito de Losail já é familiar desde 2004. Mas poucas corridas de carros foram disputadas até hoje no Qatar. Lewis Hamilton fez a pole position e venceu o único GP do Qatar realizado até hoje.

O circuito de Losail com 5.419 metros tem 16 curvas, 11 delas para a direita, e uma reta de quase 1 quilômetros de comprimento. É uma pista que nos cálculos da Pirelli exige tanto dos pneus quanto Silverstone e Suzuka. Por isso a fabricante disponibilizou os compostos mais duros de sua gama de pneus, C1, C2 e C3. E o fato de a pista ser pouco usada, tem ainda o agravante de o vento trazer muita areia do deserto para o asfalto.

A largada para a corrida sprint de hoje será às 14h30 e o GP do Qatar começa amanhã às 14h.