MORRE MENINGITE

Ex-detento em Paraíso morre de meningite bacteriana

Homem de 33 anos, que estava internado na UTI da Santa Casa desde o início de outubro, não resiste à doença
Por: Ralph Diniz | Categoria: Polícia | 31-10-2023 10:32 | 3541
Foto: Reprodução

A Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso confirmou na manhã de terça-feira, 31, o falecimento do ex-detento do presídio local que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital na noite anterior. Exames confirmaram a morte por meningite bacteriana.

Natural de Pratápolis, Junio Messias já exerceu a função de professor em Paraíso e tinha 33 anos de idade. No dia 10 de outubro, ele foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) depois de apresentar sintomas relacionados à doença. No mesmo dia, ele seguiu para a Santa Casa, onde permaneceu internado até a noite da última segunda-feira, quando faleceu.

Ao Jornal do Sudoeste, o superintendente da Santa Casa, Jean Marco do Patrocínio, declarou que os resultados dos exames realizados detectaram a presença da bactéria causadora da meningite em Messias. Informações extraoficiais obtidas pela reportagem à época apontavam que familiares do ex-detento teriam recebido um relatório médico informando que ele estaria em coma e entubado, com indicação de infecção cerebral.

O homem estava cumprindo pena no presídio de São Sebastião do Paraíso há oito meses e recebeu alvará de soltura em 17 de outubro, em decorrência de seu estado de saúde debilitado. A partir desta data, ele foi desligado do sistema prisional e continuou seu tratamento exclusivamente como paciente hospitalar.

No presídio, a Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) adotou medidas preventivas, isolando 17 detentos que estavam na mesma cela que o paciente. Eles continuam sendo monitorados pelo setor de saúde do Departamento Penitenciário (Depen-MG) e pela Secretaria Municipal de Saúde de Paraíso. Até o momento, não há registros de outros casos da doença na unidade prisional ou na cidade. O corpo de Junio Messias foi sepultado no cemitério de Pratápolis na manhã de terça-feira. Nas redes sociais, amigos e ex-alunos lamentaram a morte do professor.