DESTAQUE

Empresário de Paraíso é destaque na revista “Pequenas Empresas, Grandes Negócios”

Samuel de Oliveira criou um sistema tecnológico que integra fases da indústria do concreto. Empresa faturou R$ 15 milhões em 2022
Por: Ralph Diniz | Categoria: Arquivo | 05-11-2023 07:00 | 6441
Nascido e criado em Paraíso, Samuel de Oliveira, 42, tem obtido grandes resultados com a Topcon e almeja voos mais altos a partir de 2024
Nascido e criado em Paraíso, Samuel de Oliveira, 42, tem obtido grandes resultados com a Topcon e almeja voos mais altos a partir de 2024 Foto: Divulgação

Um jovem empresário de São Sebastião do Paraíso tem ganhado destaque no cenário do empreendedorismo nacional por aliar inovação e tecnologia a um dos setores que mais crescem no País: a construção civil. No último mês, por seu trabalho à frente da Topcon, Samuel de Oliveira foi destaque de uma reportagem da revista “Pequenas Empresas, Grandes Negócios”, um dos principais meios de comunicação especializados no mundo empresarial.

A matéria da revista do Grupo Globo reportou a dedicação de Samuel que, depois de passar três anos imerso em uma empresa de produção de concreto, constatou que os processos no setor, da aquisição de matéria-prima até as vendas, não eram integrados, sendo gerenciados de forma isolada.

Assim, ele desenvolveu uma série de soluções tecnológicas para empresas do ramo, que rendeu à empresa o faturamento impressionante de R$ 15 milhões. O serviço que a Topcon oferece é descrito por Oliveira como uma solução que integra desde a produção até a entrega do concreto. “Nossa suíte é composta por softwares que integram todas as áreas da empresa”, explica ele, detalhando a amplitude e a complexidade das soluções ofertadas pela sua empresa.

O modelo de software como serviço (SaaS) foi um marco na trajetória da empresa de Samuel, impulsionando um crescimento de 200% e conquistando uma fatia de 40% no mercado de concreto do Brasil. Com uma visão voltada para a expansão e a digitalização dos serviços, ele projeta um aumento no faturamento e na participação de mercado para os próximos anos.

Com 42 anos, Samuel de Oliveira é nascido em Paraíso e se graduou em Ciências Contábeis pela Libertas Faculdades Integradas. A paixão pelas tecnologias surgiu quando ele ainda era um garoto, em 1994, depois de ganhar o seu primeiro microcomputador. “Era um XT de tela verde”, relembra.

A curiosidade que o levou ao mundo da tecnologia foi a mesma que o impulsionou para a construção civil. “Conheci a área de concreto usinado por meio de meu sócio, o saudoso Ernesto Fujita, e mergulhei fundo. Era um segmento com pouca informatização e nenhuma solução de tecnologia integrando todos os setores da empresa”, afirma Oliveira, ressaltando a oportunidade que viu para a Topcon.

O sucesso da Topcon e de Samuel, no entanto, não surgiu do nada. “A Topcon nasceu de um incentivo inicial dentro da Contabilidade São Judas”, comenta ele, reconhecendo o papel fundamental de mentores como Maria Hortênsia de Souza e Gustavo Coelho de Pádua no início de sua jornada.

Fundado em 2009, o negócio, que começou com três sócios, hoje emprega 106 funcionários e tem 22 membros no quadro societário. Com uma perspectiva para os próximos anos que inclui a ampliação de produtos e a expansão para outros mercados, Samuel de Oliveira se mantém ambicioso. “Já somos líderes isolados nas soluções que oferecemos e agora estamos estruturando para ser líder do mercado latino-americano nos próximos cinco anos”, projeta com confiança.

A respeito do desafio de empreender em Paraíso, ele é pragmático e encorajador. “O conselho que sempre dou é: tenha foco e persistência. Empreender no Brasil é muito difícil e se não tiver força de vontade e um bom planejamento, é quase impossível emplacar qualquer negócio”, aconselha. Ele ainda salienta a importância de uma visão ampliada, “mesmo estando sediado no interior, a Topcon desde o início teve visão de cidade grande, seja na estruturação da empresa, na metodologia, plano de carreira e remuneração de funcionários e tecnologia”, conclui o empresário.