NESFA

Dicas valiosas para desenvolver a independência nas crianças

Por: . | Categoria: Educação | 08-11-2023 08:58 | 279
Laura de Pádua Nascimento Rodarte, Psicopedagoga e Coordenadora Educacional
Laura de Pádua Nascimento Rodarte, Psicopedagoga e Coordenadora Educacional Foto: Arquivo
  1. Permita que seu filho ajude na rotina da casa.

As crianças muito pequenas, geralmente, demonstram o desejo de serem úteis e ajudar nas tarefas de casa. Fazem isso para se sentirem pertencentes ao grupo. O problema é que, muitas vezes, os pais acabam podando as iniciativas com medo de se machucarem, de fazerem muita bagunça, de não darem conta de terminar o que começaram. Outro problema é o perfeccionismo. Não deixam a criança fazer porque não fazem tão bem quanto o adulto.

Depois essa criança cresce e, além de não ter vontade de ajudar, se sente incapaz. Por isso, a primeira dica é deixar as crianças ajudarem nas tarefas de casa. Caso ela não demonstre interesse, delegue encargos de acordo com a idade, a capacidade física e cognitiva.

  1. Adapte o ambiente para facilitar a autonomia

Não faz sentido falar em desenvolver a independência se a casa não é adaptada.

Procure deixar as coisas ao alcance da criança ou disponibilize um banquinho. No banheiro, por exemplo, ensine-a a escovar os dentes, tomar banho e se limpar. Facilite o processo deixando os materiais em locais de fácil acesso para a criança.

Outras atitudes que podem ajudar: usar caixas no chão ou prateleiras baixas para guardar os brinquedos, deixar o bebedouro de água numa altura em que a criança seja capaz de se servir sozinha, investir em pratos e talheres adequados para estimular a autonomia na hora de comer.

  1. Deixe a criança errar.

Errar é essencial para o desenvolvimento e faz parte da vida. A frustração é importante para forjar o caráter. Por isso, permita que a criança faça do jeito dela e arque com as consequências.

Sempre que ela errar, acolha o sentimento de frustração e aconselhe, mas nunca se esqueça de deixá-la fazer do jeito dela e de tentar novas possibilidades.

Tenha em mente que ela vai crescer e que você não estará sempre ao lado dela e que o segredo do sucesso é a persistência.

  1. Liberdade com responsabilidade

A medida em que a criança vai crescendo é possível dar a ela um pouco mais de liberdade. Liberdade para brincar na casa de um priminho, liberdade para escolher o que vai comer dentro das opções que você oferecer, liberdade para sair com os amigos na adolescência, enfim, o importante é ter em mente que toda liberdade conquistada requer responsabilidade para usá-la.

Não tenha medo de retirar direitos e diminuir a liberdade caso a criança não souber utilizá-la. Deixe claro que esta é uma relação de confiança e que você sabe o que é melhor pra ela.

  1. Ajude a criança a descobrir o que realmente gosta de fazer

Na primeira infância é o momento de apresentar à criança o maior repertório possível. Vale a pena sair com ela pra conhecer lugares diferentes, museus, passear, explorar a natureza, praticar vários esportes de forma recreativa, ouvir boas músicas, ler bons livros.

Conforme ela for apresentando suas preferências, mergulhe nesse mundo ao ponto de se interessar genuinamente por ele, mesmo que ela goste de algo diferente de você.

Se o que ela gosta não coloca em risco a integridade física, moral e espiritual dela e dos outros, não tem porquê não apoiar e estar presente. Para desenvolver a individualidade, a criança precisa se sentir confortável de fazer o que gosta na sua presença. 

No Colégio NESFA, incentivamos nossos alunos a explorarem ao máximo sua capacidade. Nos preocupamos em desenvolver a excelência humana e acadêmica. Venha nos fazer uma visita.