MELHORES DO ANO

Leni Soares é destaque nos “Melhores do Ano” da Federação Mineira de Handebol

Reconhecimento marca a contribuição de três décadas da educadora física ao esporte em São Sebastião do Paraíso
Por: Ralph Diniz | Categoria: Esporte | 07-02-2024 09:23 | 1691
Homenagem foi entregue no último sábado, 3, pela FMH em Belo Horizonte
Homenagem foi entregue no último sábado, 3, pela FMH em Belo Horizonte Foto: Divulgação

A cidade de São Sebastião do Paraíso e o mundo do handebol mineiro celebraram um momento especial no sábado, 3 de fevereiro, quando Leni Soares, uma dedicada educadora física local, foi homenageada pela Federação Mineira de Handebol (FMH) com o prêmio “Melhores do Ano”. A cerimônia, que ocorreu durante a Assembleia Geral Ordinária da FMH em Belo Horizonte, não apenas reconheceu o trabalho incansável de Leni Soares ao longo de mais de três décadas, mas também destacou a importância de sua contribuição para o desenvolvimento do handebol na região e em Minas Gerais.

Além de Leni, a ocasião também prestou homenagem a Leley Maia, ex-atleta de renome e primeiro mineiro a fazer parte da seleção brasileira de handebol e a participar dos Jogos Olímpicos. A premiação conjunta de Soares e Maia sublinha o impacto significativo de ambos no esporte, tanto no nível estadual quanto nacional.

Leni Soares chegou a São Sebastião do Paraíso em 1986, recém-formada em Educação Física pela Faculdade Claretiano de Batatais. Desde então, dedicou-se a fomentar o handebol na cidade, inicialmente focando no treinamento de equipes femininas. A cidade, já conhecida por seus títulos no handebol masculino, inclusive no JIMI (Jogos do Interior de Minas), viu o esporte feminino crescer sob a orientação de Leni.

Sua jornada é marcada por inúmeros sucessos, incluindo conquistas regionais e a participação em campeonatos significativos como os JOJU (Jogos da Juventude) e JOJU-NINHO (Jogos Infantis), estabelecendo uma carreira brilhante tanto para ela quanto para seus atletas. Leni também se destacou como professora de educação física na Escola Estadual Paraisense, representando a escola e a cidade nos Jogos Escolares de Minas Gerais desde 1998, e alcançando grandes títulos em handebol. Em 2002, Leni foi uma das fundadoras da LIDARP (Liga Desportiva do Alto do Rio Pardo), uma iniciativa para expandir a prática esportiva e incentivar as prefeituras a investir mais no esporte. Após 20 anos, a LID ARP continua a crescer, refletindo o sucesso da visão de Leni e seus colegas.

A carreira de Leni é adornada com centenas de medalhas e troféus, incluindo títulos da LIDARP, JOJU, JOJU-NINHO, quatro campeonatos mineiros de handebol, e inúmeras vitórias nos Jogos Escolares de Minas Gerais, nas categorias feminino e masculino. Em 2014, sua influência no cenário estadual e nacional foi fundamental para trazer campeonatos brasileiros nas categorias cadete masculino e feminino para a Arena João Mambrini, além de facilitar a vinda da seleção olímpica de Cuba para treinamentos em 2015, seguida pela seleção principal brasileira de handebol masculino, em preparação para as Olimpíadas.

“O reconhecimento de Leni Soares pela FMH não é apenas um tributo à sua dedicação ao handebol, mas também ao impacto positivo que ela teve na formação de atletas e na promoção de valores humanos através do esporte. Suas conquistas transcendem o âmbito esportivo, refletindo uma vida dedicada à educação, ao desenvolvimento humano e à excelência no esporte”, diz Mariana Nascimento, ex-aluna de Leni e também professora de educação física.

Leni Soares e Leley Maia são considerados dois dos maiores ícones do handebol mineiro de todos os tempos