FEMINICÍDIO

Homem é preso por tentativa de feminicídio em Monte Santo

Insatisfeito com fim do relacionamento, lavrador atacou ex-companheira, atual parceiro dela e a mãe da vítima com um podão
Por: Ralph Diniz | Categoria: Polícia | 27-03-2024 04:59 | 851
Foto: Arquivo

Um lavador de 53 anos foi preso depois de tentar matar a ex-mulher, o atual companheiro dela e a ex-sogra, uma idosa de 73 anos, com golpes de podão na madrugada de segunda-feira, 25, no bairro Jardim dos Italianos, em Monte Santo de Minas. A situação só não foi pior porque vizinhos interviram com pedaços de paus.

Segundo informações obtidas pela reportagem do Jornal do Sudoeste, o homem pulou o muro da residência de sua ex-companheira,  de 39 anos, arrombou a porta enquanto os moradores estavam dormindo e atacou as vítimas. O primeiro a ser atacado pelo lavrador foi o atual companheiro da mulher, de 39 anos. Ele foi atingido no peito, nas costas e na mão. O homem conseguiu escapar da fúria do agressor pulando o muro de vizinhos.

Em seguida, o autor atacou a ex-mulher com vários golpes de podão na cabeça, nas costas, no rosto e em ambos os braços. Depois, ele ainda agrediu a mãe da vítima na cabeça. Nesse momento, vizinhos entraram na casa e partiram para cima do lavrador com pedaços de madeira.

A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar ao local, se deparou com o autor caído ao solo com lesões na cabeça, no rosto e no braço, resultantes da intervenção de moradores vizinhos. Ele foi levado para o pronto socorro e, depois, preso. Na casa, a PM encontrou mãe e filha com ferimentos graves. A filha, inclusive, apresentava cortes contusos no crânio, costas e rosto, com grande hemorragia. 

Já o atual companheiro da vítima estava na casa de um vizinho. Ele sofreu uma perfuração considerável no tórax e teve o dedo médio parcialmente decepado, preso somente pela pele. Os três foram levados para o hospital local e ficaram sob observação médica.

Depois de ser atendida, a vítima relatou aos policiais que ela e o ex-companheiro haviam terminado o relacionamento há aproximadamente um mês e que o autor não aceitava o seu novo namoro. Segundo a mulher, ela e o agressor teriam se desentendido horas antes, no momento em que ele foi entregar o filho do casal, de um ano e oito meses. Após a breve discussão, o lavrador foi embora, retornado de madrugada e iniciando os ataques.

Já o autor relatou que, naquela tarde, foi devolver o filho para a ex-companheira e que acabou tendo uma discussão com o atual namorado dela. Ele teria ido embora inconformado, pois entendendo que ela havia o traído com conhecimento da ex-sogra. Então, ele esperou o momento em que todos estariam dormindo, pulou o muro, arrombou as portas de duas residências e desferiu os golpes de podão nas três vítimas. Ele ainda acrescentou que só não conseguiu concretizar seu intento devido à intervenção dos vizinhos.