BALEADO

Andarilho invade academia, ataca policiais e acaba baleado em Paraíso

Homem foi ferido na perna e precisou ser levado à Santa Casa, onde passou por cirurgia
Por: Ralph Diniz | Categoria: Polícia | 03-04-2024 03:29 | 4047
Foto: Arquivo

Na madrugada do dia 30 de março, um andarilho de 45 anos acabou baleado por um policial militar depois de resistir à abordagem enquanto tentava furtar uma academia de jiu-jitsu em São Sebastião do Paraiso. O homem chegou a receber um disparo de choque elétrico, mas, ainda assim, segundo informações, continuou a atacar os militares.

Por volta da 1h30, durante patrulhamento pela rua Custódio Nascimento, na Vila Alza, dois policiais militares avistaram um vulto na entrada de uma academia de jiu-jitsu. Diante da cena suspeita, a dupla se aproximou do estabelecimento e se deparou com um indivíduo abaixado, tentando se esconder. Foi dada ordem para que o homem se levantasse e permanecesse em posição para busca pessoal.

Durante a abordagem, em que ficou constatado que o indivíduo tentava arrombar o portão da academia para praticar um furto, uma vez que foram encontradas com ele ferramentas normalmente usadas nesses tipos de delitos, o homem se enfureceu e partiu com violência para cima dos policiais.

Nesse momento, tentando defender a si e ao seu parceiro, um dos militares efetuou um disparo com a pistola de emissão de impulsos elétricos no suspeito. Entretanto, apesar do choque, ele conseguiu retirar os dardos de seu corpo e persistiu com os ataques.

Enquanto o segundo policial tentava controlar a fúria do autor, o primeiro foi até a viatura e pegou outro cartucho de impulso elétrico, contudo, ele errou o disparo.

De acordo com informações, o segundo policial sacou o bastão para tentar cessar as ofensivas do andarilho, mas ele tentou tomar o objeto do militar. Como não conseguiu, o suspeito teria pegado um objeto que estava no chão (não há informação se foi faca, ou algo semelhante), e partido para cima dos agentes de segurança.

Nessa hora, o primeiro policial sacou a sua pistola e efetuou três disparos contra o homem, sendo que um deles atingiu sua perna esquerda. O autor foi contido, mas ainda assim resistiu à prisão. Com ele, também foi encontrado um cachimbo para uso de crack.

Os militares envolvidos no caso acionaram o 43º Batalhão da PM para registrar a ocorrência, enquanto o homem foi conduzido à Santa Casa de Misericórdia de Paraíso consciente, onde foi submetido à cirurgia. O projétil disparado pelo policial atravessou a coxa esquerda do andarilho e atingiu o seu joelho direito, porém, sem comprometimento da parte óssea. Ele não corre risco de morte e permanece internado sob escolta policial. Após a alta médica, ele será preso pelos crimes de dano, furto e arrombamento tentado qualificado, resistência e desobediência e homicídio tentado contra policiais militares.

Na Santa Casa, o autor disse a um policial que não participou da operação que havia feito uso de crack naquela noite. Disse também ser natural de Juazeiro do Norte, no Ceará, e que por não ter residência em Paraíso e dormir na rua, se abrigou debaixo do telhado da academia de jiu-jitsu para fugir do sereno da noite. Por fim, o homem ainda contou que não teria reagido à abordagem dos militares. Em consulta ao sistema informatizado, verificou-se que ele tem passagem policial por furto no estado de Pernambuco.