OURO OBMEP

Estudante de Paraíso participa de evento com destaques da OBMEP

Laura Ferreira de Oliveira conquistou a medalha de Ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática em 2023 e participará de programa de iniciação científica
Por: Ralph Diniz | Categoria: Educação | 27-04-2024 06:11 | 1708
Foto: Divulgação

Nesta semana, uma estudante de São Sebastião do Paraíso participou do tradicional Encontro do Hotel de Hilbert, evento dedicado aos alunos de maior destaque na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Laura Ferreira de Oliveira conquistou a medalha de ouro na edição de 2023 da OBMEP e esteve em para Natal (RN) entre os dias 22 e 25.

Ao todo, 165 estudantes de todo Brasil participaram do encontro. A cerimônia de abertura contou com a participação por vídeo da deputada federal Tabata Amaral, medalhista da OBMEP. O evento, que chegou a sua 9ª edição, foi dedicado aos alunos que se destacaram no PIC (Programa de Iniciação Científica Jr.), que oferece aulas avançadas de matemática para medalhistas da Olimpíada.

Promovida pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), a iniciativa contou com 13 professores universitários de diferentes regiões do País para debater temas do universo matemático e incentivar os jovens a se dedicar ao aprimoramento dos estudos.

Durante os quatro dias, meninos e meninas do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas e privadas participaram de gincanas, aulas, palestras e foram desafiados a resolver o “Problema do Dia”. As melhores soluções foram apresentadas aos colegas e professores.

E entre os estudantes estava Laura, jovem de Paraíso que conquistou a medalha de ouro pela Escola Estadual Paraisense. Medalhista pela terceira vez da OBMEP, a estudante não escondeu a emoção de ter sido uma das selecionadas para participar do encontro em Natal. “Foi uma experiência muito incrível para mim. Me encontrei com vários alunos de diversos lugares do País que também se dedicaram à OBMEP. Acredito que este encontro ficará marcado para sempre na minha memória, pois eu não esperava chegar tão longe. Receber o convite me deixou muito emocionada, gratificada. A matemática é muito importante para mim”, diz a jovem, que foi incentivada pelo irmão Lucas a se dedicar ao estudo da matemática e a participar da olimpíada.

Já no ensino médio, Laura fala com carinho da E.E. Paraisense, escola pela qual conquistou suas medalhas na OBMEP e passou os últimos quatro anos em sala de aula. “O Paraisense, sem dúvidas, foi muito importante para a minha jornada. Lá, eu tive ótimos professores, em especial a Raquel, de matemática. Mas todos sempre foram muito dedicados. Faz seis meses que deixei de estudar lá e sinto muita saudade. É uma escola que está no meu coração”, completa.

A professora citada por Laura é Raquel Cristina Benassi Pereira, uma das responsáveis por preparar os alunos da E.E. Paraisense para a OBMEP. Inclusive, em 2023, além de Laura, a escola conquistou mais duas medalhas: uma de prata com o aluno Luan Ferreira de Oliveira, e uma de bronze com Maycol Sander Pereira. Além disso, oito estudantes receberam menção honrosa no Nível 1 e cinco no Nível 2 das Olimpíadas. “Nós sempre temos resultados muito bons, graças ao trabalho da nossa equipe de matemática, que faz um excelente trabalho com os alunos, os incentivando a participar da OBMEP e a estudar matemática porque eles também acabam desenvolvendo o gosto pensando no futuro, já que algumas universidades já estão separando cotas para medalhistas dessas olimpíadas”, comenta a professora.

Quem também celebrou a conquista de Laura foi o diretor da E.E. Paraisense, Adilson Luciano Rezende. De acordo com ele, a equipe da escola tem se dedicado para tirar a imagem de “bicho-papão” que a matemática costuma ter entre os estudantes. “É um trabalho desenvolvido juntamente com os meninos que está dando resultado. Desde que a OBMEP foi criada, sempre somos medalhistas. Agora, já estamos nos preparando para a próxima olimpíada”, conclui.

Os participantes do Encontro do Hotel de Hilbert foram selecionados pelos coordenadores do PIC de cada região do Brasil. O programa reúne alunos premiados da OBMEP em aulas aprimoradas de matemática. O objetivo é ampliar o conhecimento científico dos participantes e prepará-los para um futuro desempenho profissional e acadêmico. Os medalhistas de escolas públicas que integram o PIC ainda recebem uma bolsa de R$ 300 de auxílio.

OUTRA MEDALHA
Além dos medalhistas da E.E. Paraisense, o aluno Francisco de Pádua Borges, do Colégio Galileu, da rede particular de ensino de São Sebastião do Paraíso, também conquistou uma medalha de bronze na OBMEP em 2023.