COLISÃO

Jovens ficam feridos após colisão em poste na Zezé Amaral

Passageiro do veículo sofreu traumatismo craniano grave e permanece internado
Por: Ralph Diniz | Categoria: Acidente | 02-05-2024 13:35 | 5493
Condutor perdeu o controle do Fiat Uno. Falta de equipamento teria impossibilitado teste do etilômetro
Condutor perdeu o controle do Fiat Uno. Falta de equipamento teria impossibilitado teste do etilômetro Foto: Divulgação

Na madrugada do feriado de 1º de maio, um acidente de trânsito foi registrado na avenida Zezé Amaral, em São Sebastião do Paraíso, deixando dois jovens feridos, sendo que um deles está em estado grave. Ambos têm 23 anos. O condutor perdeu o controle do veículo e bateu em um poste.

Por volta das 5h, o motorista trafegava pela avenida, sentido bairro São José ao centro da cidade quando perdeu o controle direcional do Fiat Uno, vindo a colidir contra um poste da Cemig. O acidente causou danos generalizados à frente do veículo, incluindo para-brisa quebrado, teto afundado e deformações significativas na dianteira.

Equipes de resgate do 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros e do Samu foram acionadas para prestar socorro às vítimas. O condutor, que é habilitado, que estava consciente, sofreu trauma no tórax. Ele também apresentava inchaço na mão esquerda e reclamava de dor nas pernas. Já o passageiro apresentava situação mais delicada. Ele sofreu traumatismo crânioencefálico grave e foi transportado à Santa Casa de Paraíso, onde permanece internado.

Segundo informações obtidas pelo Jornal do Sudoeste, não foi possível realizar o teste de alcoolemia devido à falta de equipamento no local. Ambos os envolvidos são naturais de São Sebastião do Paraíso e estavam em condição regular de licenciamento do veículo, que foi removido por um guincho credenciado para o pátio conveniado após a liberação pela perícia técnica da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

Após o acidente, um chamado foi feito à concessionária de energia Cemig para verificar o poste danificado, que será substituído sem risco iminente, conforme avaliação preliminar da REMO Engenharia.