SOLIDARIEDADE

Coração de criança: escola de Paraíso mobiliza solidariedade para o Sul

Alunos da Escola Municipal Campos do Amaral enviam brinquedos e esperança para vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul
Por: Ralph Diniz | Categoria: Educação | 22-05-2024 10:23 | 1144
Equipe pedagógica preparou aulas especiais para tratar sobre a tragédia com os alunos
Equipe pedagógica preparou aulas especiais para tratar sobre a tragédia com os alunos Foto: Divulgação

Em meio à tragédia das chuvas e alagamentos que assolaram o Rio Grande do Sul, uma iniciativa emocionante surgiu na Escola Municipal Campos do Amaral, em São Sebastião do Paraíso, que conseguiu unir aprendizado e solidariedade em uma só ação. Com a curiosidade natural das crianças sobre as notícias que viam, a escola viu uma oportunidade de ensinar sobre empatia e responsabilidade social de uma maneira tocante e eficaz.

"A ideia de arrecadar brinquedos partiu das próprias crianças, que se comoveram ao saber que outras, como elas, haviam perdido tudo, inclusive seus brinquedos", conta Priscilla Melissa Luzia, diretora da escola. Com o coração aberto, os alunos questionaram se poderiam doar um de seus brinquedos para essas crianças distantes. "Foi uma iniciativa totalmente delas, o que torna tudo ainda mais especial", acrescenta Priscilla.

Para moldar essa onda de solidariedade em aprendizado, a escola organizou sessões pedagógicas utilizando recursos audiovisuais, onde apresentaram informações sobre a tragédia, além de discutir geografia, mudanças climáticas e ações humanas no meio ambiente. "Era essencial que eles entendessem o contexto, não apenas sentissem pena. Queríamos cultivar a compreensão e a empatia genuína", explica a diretora.

A resposta dos alunos, segundo Priscilla, foi de uma sensibilidade ímpar. "Eles absorveram as informações e, muitas vezes, ficaram visivelmente emocionados. A empatia que demonstraram foi além das expectativas", relata. Movidos pelo desejo de ajudar, os alunos não só trouxeram brinquedos, mas também outros itens como roupas, calçados e produtos de higiene, que foram adicionados às caixas de doações.

A mobilização não parou nos alunos; toda a comunidade escolar se envolveu. "As famílias também contribuíram. Recebemos roupas, calçados e até livros de autoajuda, pensando no bem-estar emocional das famílias afetadas", diz a diretora.

O resultado da campanha foi impressionante: mais de 10 caixas de brinquedos e múltiplos sacos de roupas e outros itens foram arrecadados. "Tivemos um engajamento incrível. Muitas crianças, ao doarem seus brinquedos, até os beijavam antes de colocá-los na caixa, dizendo coisas como "agora você vai fazer outra criança feliz"", conta Priscilla com emoção. Cartas com mensagens de apoio e força também foram preparadas pelas crianças, demonstrando não só solidariedade, mas também um profundo entendimento do impacto de seus gestos.

Os brinquedos foram enviados via Correios e os demais itens foram entregues à Polícia Militar, que cuidou do transporte até o Sul. "Ficamos realmente surpresos com a quantidade e qualidade das doações. Mais do que isso, ficamos tocados com a capacidade das crianças de se colocarem no lugar dos outros e agirem para fazer a diferença", reflete a diretora.

A ação da Escola Municipal Campos do Amaral, de acordo com Priscilla, mostra como a educação pode transcender o currículo básico e tocar a vida de pessoas longe, mas próximas no coração. "Estamos certos de que estamos no caminho certo. Educação vai muito além do conteúdo formal; é sobre tocar corações e transformar vidas, começando com os pequenos gestos de nossas crianças", conclui.

Além dos brinquedos, alunos enviaram mensagens de solidariedade às crianças gaúchas
Caixas com dezenas de brinquedos, além de roupas, calçados e outros itens foram arrecadados em apenas uma semana de campanha
Equipe pedagógica preparou aulas especiais para tratar sobre a tragédia com os alunos