CWUR 2024:

UFLA está no top 6% das melhores universidades do mundo

Por: . | Categoria: Educação | 22-05-2024 00:05 | 139
Foto: Arquivo

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) está mais uma vez no topo das melhores universidades do mundo, segundo o World University Rankings 2024, publicado nessa segunda-feira (13/5), pelo Center for World University Rankings (CWUR). Considerando quatro indicadores principais: qualidade da educação e do corpo docente, desempenho na área de pesquisa e empregabilidade dos ex-alunos, a UFLA está no top 6% das melhores universidades do mundo, na posição 1256 de 20.966 instituições de ensino superior avaliadas. A UFLA ocupa a 50ª posição entre as universidades da América Latina e Caribe, e a 30ª entre as instituições brasileiras.

Com uma pontuação geral de 69.1 pontos, o indicador de destaque é o desempenho na pesquisa, que avalia o número de artigos publicados, produção científica em revistas de alto impacto, influência e citações.

Esse ranking internacional difere de outras classificações universitárias proeminentes, como as do Times Higher Education e do QS World University Rankings, pois não depende de dados enviados pelas universidades. Para a classificação são utilizados dados publicamente disponíveis de fontes como Clarivate e Scopus. As classificações do CWUR visam fornecer uma avaliação transparente e objetiva do desempenho das universidades, enfatizando especialmente a excelência em pesquisa.

De acordo com o reitor, professor José Roberto Scolforo, a presença entre as melhores instituições globais de ensino superior reforça a importância do programa de internacionalização lançado em 2014, que almejava inserir a UFLA no seleto grupo das melhores universidades do mundo. “Ter o nome da UF LA, uma universidade de médio porte, do interior, no topo dessa classificação, nos faz sonhar ainda mais alto, desejando uma contínua evolução em todos os indicadores avaliados”, considerou.

No Brasil, a instituição mais bem colocada é a Universidade de São Paulo (USP) e, no mundo, a Harvard University (EUA) segue com a primeira classificação.
(Comunicação UFLA)