GADO

Furto e morte de gado é tema debatido na sessão da Câmara

Criminosos matam e roubam carne de animais em pastos na zona rural de Paraíso. Serginho pede intervenção do Estado
Por: Ralph Diniz | Categoria: Agricultura | 29-05-2024 08:01 | 1254
Foto: FOTO ILUSTRATIVA

O vereador Sérgio Aparecido Gomes levou à sessão da Câmara de segunda-feira, 27, uma situação que tem preocupado moradores de diversas comunidades rurais de São Sebastião do Paraíso: a morte de gado e o furto das carnes dentro das propriedades. O presidente da Casa, José Luiz das Graças, informou que vai acionar as forças de segurança. 

Segundo o vereador Sérgio, que usou a palavra durante o grande expediente, a situação "virou um absurdo", uma vez que bandidos têm invadido sítios e fazendas, matado os animais com golpes de machado, retirado a carne e fugido abandonando no pasto a cabeça, os pés e a carcaça do gado.

Nesta semana, viralizou nas redes sociais um vídeo de um criador mostrando duas novilhas que foram mortas dentro de sua propriedade. No material audiovisual, a vítima também relata que em pouco mais de um ano, aquela é a segunda vez que criminosos invadiram seu pasto e tiraram a vida de dois animais para roubar a carne. O homem ainda declarou que teria acionado a polícia, contudo policiais não teriam comparecido e nem registrado boletim de ocorrência.

Na Câmara, enquanto exibia imagens de restos de animais mortos nos pastos, Serginho solicitou que a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais fosse comunicada pela Casa, a fim de tomar providências e fortalecer a segurança na zona rural de São Sebastião do Paraíso. "Até quanto as pessoas vão ficar nessa situação de insegurança com esses furtos?", questionou.

Em seguida, Gomes leu desabafo de um produtor rural, lamentando a falta de segurança no campo. "Infelizmente, os produtores rurais estão sofrendo muito. Infelizmente, a Polícia Civil não investiga nada. Precisamos prender esses "vagabundos". Aposto que estão fazendo churrasco e dando risada às custas do cidadão honesto, do sitiante trabalhador. Perderam a vergonha. Enquanto estamos trabalhando, "vagabundo" está roubando gado e terreiro de café. Precisamos reunir os produtores rurais e tomar providências, ver qual o setor responsável para resolver esse tipo de problema", conclui a leitura.

Depois, Serginho sugeriu que a Câmara realize uma audiência pública ou uma reunião com os produtores rurais e disponibilizar o Poder Legislativo para fazer algum tipo de manifesto junto ao Estado e aos deputados que representam a região em Belo Horizonte. O presidente da Câmara, José Luiz das Graças, solicitou que os produtores rurais interessados em participar da reunião sejam contactados para que as polícias Civil e Militar sejam convidadas para o encontro.