CAFEICULTURA

3º MEETUP ACISSP/UFLA debateu sobre aumento de produtividade e tecnologia na cafeicultura

O evento foi realizado no campus da UFLA em Paraíso e apresentou formas de integração de métodos de diminuição de custos e aumento de produtividade e o emprego cada vez maior de tecnologias na cafeicultura local.
Por: . | Categoria: Tecnologia | 31-05-2024 14:12 | 965
Foto: Divulgação

A ACISSP (Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de São Sebastião do Paraíso) e a UFLA (Universidade Federal de Lavras), Campus de Paraíso, realizaram na terça-feira, 28 de maio, a terceira edição do Meetup ACISSP/UFLA Paraíso.

O evento aconteceu no campus da UFLA em Paraíso. Participaram representantes da ACISSP, alunos e professores da universidade, além de diversos produtores rurais e empresários locais.

O encontro serviu para que os empreendedores de Paraíso pudessem conhecer as instalações do campus da UFLA na cidade, estrutura de prédios e condições do local, além de ter acesso às formas de parcerias e possibilidades de desenvolvimento de projetos e produtos com o apoio da universidade.

O Meetup começou com a palestra com a Professora Dra. Geandra Alves Queiroz, que falou sobre a "Abordagem Lean para Simplificar Processos e Maximizar Resultados". Em sua explanação ela explicou sobre a metodologia desenvolvida pelos japoneses e aplicada no pós-guerra.

A metodologia Lean é uma aplicação de ações que buscam a eficiência e a redução de desperdícios e engloba os princípios de identificar o valor do cliente, mapear e criar um fluxo contínuo dentro das organizações, com a otimização da produção, a busca da eliminação de desperdícios, priorizando a qualidade e proximidade da perfeição, além do envolvimento dos colaboradores.

Através de exemplos e modelos já implantados, a palestrante demonstrou os resultados alcançados na diminuição de desperdício de materiais, de processos e de tempo, além do aumento da eficiência e redução de custos, além da maior lucratividade.

Ao final os presentes puderam tirar dúvidas, inclusive sobre a aplicabilidade da metodologia em propriedades ruais, o que foi prontamente esclarecido pela Professora. “Os métodos de identificação de gargalos e pontos que necessitam de mudança passam pelo planejamento das ações. Na maioria das vezes serão ações com custo baixo ou praticamente zero que melhorarão a rotina e aumentará a eficiência. Nas propriedades rurais a metodologia é aplicada da mesma forma”, explicou a Dra. Geandra.

Na sequência aconteceu a palestra com o Professor Dr. Eduardo César Silva que abordou o tema: "Paraíso e o futuro digital da cafeicultura". Em sua explanação o palestrante buscou a origem da cafeicultura no país com o método de plantio, produção e colheita.

Mostrou a evolução do processo produtivo, com o aumento de produtividade por hectare, que em média subiu 600% no período pesquisado, e o emprego de tecnologias, que vão desde a correção do solo com uso de fertilizantes, até novas técnicas de colheita e manejo, que garantem o ganho muito grande de qualidade do café.

Segundo o professor Eduardo, essa busca de melhoria tecnológica, garantiu à cafeicultura brasileira um ganho muito grande de qualidade, produtividade e competitividade no mercado internacional, corroborando a posição do Brasil como o maior produtor de café do mundo.

Dr. Eduardo ainda mostrou o crescimento do consumo do café em nível mundial e, baseado na média dos últimos anos, projetou um crescimento para a próxima década, onde a busca pelo produto em todo mundo deve se aproximar 205 milhões de sacas, o que representaria um aumento de 35 milhões de sacas no período.

Analisando a cadeia produtiva e comparando com os dados disponíveis sobre São Sebastião do Paraíso, o professor destacou a vocação local para a cafeicultura, seu potencial e, pelo cenário internacional que se apresenta tendencioso ao aumento do consumo do café, a possibilidade da cidade se aproveitar para ampliar a cadeia produtiva e gerar mais produtos e renda.

Segundo apresentado na palestra, o aumento de produtividade/competitividade passa necessariamente pelo uso de tecnologias, usando hoje tudo que está disponível ao cafeicultor. “Hoje temos um ‘computador’ em nossas mãos que nos possibilita termos notícias e informações importantes que norteiam o negócio e abre portas para comprarmos melhor os insumos que precisamos, comercializar e vender nosso produto em forma de comodities ou agregar valor com a marca própria de café especial que posso vender para qualquer parte do mundo. Podemos dizer com certeza que o futuro do agro passa pela tecnologia”, completou Dr. Eduardo.

Ao término das palestras, foi o momento do networking, com os presentes trocando informações, estabelecendo contatos e experiências entre os participantes.

“A ACISSP é parceira da UFLA desde o momento de sua instalação na cidade. Mais uma vez conseguimos propor um tema totalmente ligado a nossa principal matriz econômica e apresentar rumos para o seu desenvolvimento. Ao mesmo tempo reunimos empresários locais para conhecer a estrutura da universidade em Paraíso e seus projetos de desenvolvimento e promoção do conhecimento em nossa comunidade. Acredito que estamos no caminho certo do estabelecimento de colaboração entre essa instituição de ensino e os empresários locais”, comemorou o presidente da ACISSP, Dr. Matheus Colombaroli.

O próximo MeetUp está marcado para o mês de agosto. A data e o tema do próximo encontro serão definidos em breve.

MEETUP
Meetup (significa encontro) é uma expressão em inglês, bastante utilizada no meio do empreendedorismo e de difusão de tecnologias. O objetivo é que, desde a escolha do nome, os participantes comecem a se familiarizar com os termos utilizados nesse ambiente de startups(Assessoria de Imprensa ACISSP/CDL)