CAMPEÕES

Termópolis F.C. é campeão da Copa dos Campeões de futebol

Equipe venceu o Juventude nos pênaltis por 5 a 3 após empate no tempo normal
Por: Ralph Diniz | Categoria: Esporte | 12-06-2024 09:33 | 718
Jogadores vibram em campo após o término da partida
Jogadores vibram em campo após o término da partida Foto: CAROLINA HELENA

O Termópolis Futebol Clube se sagrou campeão da Copa dos Campeões de São Sebastião do Paraíso no domingo, 9, depois de derrotar o Juventude Esporte Clube na disputa de pênaltis. O campeonato reúne as quatro melhores equipes das séries A e B da última edição da Taça Paraíso.

A final foi realizada no Estádio Comendador João Alves e contou com grande presença do público, que lotou as arquibancadas do campo da Associação Atlética Paraisense. O clima de festa tomou conta dos torcedores, que apoiaram seus times desde o primeiro minuto de jogo.

O Termópolis começou a partida melhor, tomando a iniciativa das jogadas ofensivas e, logo nos primeiros minutos de jogo, Murilo recebeu uma bola em profundidade, se aproveitou da falha de marcação do lateral esquerdo da equipe adversária, saiu cara a cara com o goleiro e tocou para o fundo do gol.

Após o gol, a partida ficou tensa e a arbitragem teve trabalho para conter o ânimo dos atletas das duas equipes, que se acirrava a cada falta cometida. Ainda no primeiro tempo, depois de uma confusão na linha de lateral de defesa do Juventude, o meio-campista Vinícius levou o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida. Logo depois, o centroavante do Juventude aproveitou um cruzamento na área e cabeceou sozinho para as redes do Termó-polis, empatando o jogo.

No início do segundo tempo, mesmo com um jogador a menos, a equipe do Termópolis quase repetiu o feito da primeira etapa e anotou outro gol antes dos cinco minutos iniciais. O susto despertou o Juventude, que se aproveitou da superioridade numérica para pressionar os adversários em busca da virada. O fator “jogador a mais”, entretanto”, não durou muito tempo, já que Rogério também levou o segundo cartão amarelo e foi para o chuveiro mais cedo.

Com 10 jogadores de cada lado, os times tiveram mais espaço para criar jogadas e o Juventude chegou ao seu segundo gol depois que o goleiro Regno derrubou um atacante adversário dentro da área: pênalti que Natanael não desperdiçou, virando o placar.

A partida continuou disputada, com Termópolis tomando a iniciativa do ataque para tentar levar a partida para a disputa de pênaltis. E tanto esforço acabou sendo recompensado depois que Diego subiu mais alto que os zagueiros do Juventude e, de cabeça, igualou o placar outra vez.

O Juventude ainda tentou tomar a frente do marcador mais uma vez, mas esbarrou no goleiro de Termópolis, que estava em tarde inspirada. Em uma cobrança de falta da intermediária, o arqueiro do time do distrito arrancou suspiros de alívio e desespero das duas torcidas ao voar em uma bola que tinha como endereço seu ângulo direito.

Com o fim do tempo regulamentar, a partida seguiu para as penalidades máximas, que também foi marcada por muita polêmica. Isso porque Diego, primeiro jogador Termópolis a fazer a cobrança, chutou a bola na trave. Porém, o assistente da arbitragem assinalou que o goleiro Tiago havia se adiantado e, por isso, o tiro deveria ser repetido. Os jogadores do Juventude ficaram indignados e partiram para cima do bandeirinha. Depois de cerca de 10 minutos de muita confusão, Diego chutou novamente e fez o gol.

Nathan empatou e Adriano Lara abriu vantagem para Termópolis. Então, Barbino chutou a bola para fora, deixando o Juventude em desvantagem. Os demais jogadores acertaram suas cobranças, até que Wellinton, do Juventude, teve o chute defendido pelo goleiro Regno. O assistente, porém, mais uma vez, levantou a bandeira alegando que adiantamento. Na repetição, o jogador manteve seu time vivo na disputa. No último tiro, Wallace deu o título inédito ao Termópolis. A festa tomou conta das arquibancadas e do gramado do estádio Comendador João Alves, invadido por torcedores e familiares dos jogadores.

Juventude foi valente, mas falhou na disputa de pênaltis
TERMÓPOLIS F.C. conquistou a Copa dos Campões pela primeira em sua história