PROCESSO

Justiça Federal em Paraíso baixa número de processos em tramitação

Apesar da pandemia e de mudanças no sistema de informática, número de sentenças na subseção tem sido maior do que o de entrada de novos processos
Por: Ralph Diniz | Categoria: Justiça | 11-02-2023 09:15 | 933
Foto: Arquivo “JS”

Apesar de ter enfrentado diversos desafios e passado por uma grande transição em 2022, a Justiça Federal em São Sebastião do Paraíso terminou o ano cumprindo todas as metas estabelecidas, proferindo mais de 4,5 mil sentenças e realizando mais de 600 audiências. Além disso, a Vara tem conseguido baixar o seu acervo de processos nos últimos anos.

De acordo com a diretoria de Secretaria Vara Única da Subseção de Paraíso, a Justiça Federal, por intermédio do juiz titular Marcelo Eduardo Rossito Bassetto, proferiu 4.574 sentenças, além de ter realizado mais de 600 audiências no ano passado. Os números obtidos foram comemorados, pois, no período, houve a implantação do Tribunal Regional Federal da 6ª Região, com sede em Belo Horizonte. “Isso ocasionou a transição de praticamente todos os sistemas de informática utilizados nas Subseções Judiciárias de Minas Gerais. Porém, apesar das tribulações, superamos as metas estabelecidas”, declara, Edilene Aparecida da Silva, responsável pelo setor.

A diretora da Secretaria da Subseção ainda ressalta que a produtividade da Justiça Federal no município tem melhorado a cada ano, principalmente depois do início da pandemia de Covid-19, em março de 2020. Com as portas do seu prédio fechadas, o Poder Judiciário teve que repensar e reestruturar as formas de trabalho, e acabou criando ferramentas para dar continuidade às audiências e perícias, além de digitalizar os processos físicos que existiam naquele período. “No início da pandemia, a Justiça Federal de São Sebastião do Paraíso retomou as audiências e as perícias tão logo o Tribunal regulamentou e disponibilizou ferramentas para realização na modalidade tel-presencial”, explica.

Em 2021, ainda com as portas fechadas por causa da pandemia, a Justiça Federal continuou apresentando números satisfatórios. Aquele ano começou com 8.305 processos em tramitação, e, mesmo recebendo mais 5.111 novos processos ao longo dos meses (número considerado muito acima da média dos últimos anos), a Subseção conseguiu chegar ao fim de dezembro com 7.762 ações em tramitação.

Ao todo, foram 3.889 sentenças proferidas e 632 audiências realizadas. “Isso demonstra que a entrada recorde de processos foi enfrentada por todo o quadro de servidores, estagiários, colaboradores e magistrado, de maneira que conseguimos baixar um número maior de processos do que aquele que entrou”, celebra Edilene da Silva.

Questionada sobre o crescente número de distribuições de novos processos, a responsável pela Secretária da Vara afirma que, apesar do aumento, a Justiça Federal tem conseguido baixar o acervo, ou seja, os processos que já se encontravam em tramitação. De acordo com dados, no início de 2021 eram 8.305 processos tramitando. Já em 2022, o número baixou para 7.762, e este ano começou com 6.945 processos. “Nosso desafio é baixar ainda mais”, conclui.