200 MIL

Justiça condena em mais de R$ 200 mil mulher que recebeu pensão indevida do Ipsemg

Por: . | Categoria: Justiça | 01-03-2023 10:58 | 876
Foto: Reprodução

A pedido da Advocacia-Geral do Estado de Minas Gerais (AGE-MG), a Justiça estadual condenou uma moradora de Alfenas, no Sul de Minas, a ressarcir o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) em mais de R$ 200 mil pelo recebimento indevido de benefícios de pensão por morte de sua mãe.

Nos autos do processo, a AGE-MG demonstrou o recebimento indevido e a inexistência de direito à pensão, já que houve a perda da situação de dependência econômica ao receber salário como colaboradora de empresas.

As parcelas recebidas indevidamente somam R$ 200,6 mil, mas o valor total deverá ainda ser acrescido de correção monetária pela tabela da Controladoria-Geral de Justiça do Estado e juro de 1% ao mês desde a citação da ré, em agosto de 2021.

(Agência Minas)