RESÍDUOS ELETRÔNICOS - UFLA

Câmpus UFLA Paraíso promove 2º Recitech, para a Coleta de Resíduos Eletrônicos 

Por: . | Categoria: Educação | 23-11-2023 17:50 | 383
Foto: Divulgação

O Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade Federal de Lavras (Ictin-UFLA) está realizando a segunda edição do Recitech, uma iniciativa ambiental que busca coletar e destinar, corretamente, Resíduos Elétricos e Eletrônicos (REE’s). Este projeto é parte fundamental de um esforço mais amplo para desenvolver a conscientização ambiental entre estudantes do Ensino Médio e melhorar a sustentabilidade na região.

Estudantes de 12 escolas de seis municípios da região, incluindo Pratápolis, Cássia, Itaú de Minas, Fortaleza de Minas, Monte Santo e São Sebastião do Paraíso, estão participando ativamente. Os alunos estão engajados em uma competição para coletar a maior quantidade de resíduos eletrônicos, incluindo computadores, tablets, monitores, teclados, lâmpadas, rádios, telefones, carregadores, pilhas, baterias e fios. A turma que arrecadar mais resíduos será premiada, incentivando a participação ativa e a aprendizagem sobre a importância do descarte adequado de REE’s.

O projeto será concluído no dia 29/11, próxima quarta-feira, com a visita dos participantes de cidades da região ao câmpus da UFLA em Paraíso, a partir das 8h30. A professora Roberta Alves, coordenadora do projeto, explica que “o evento incluirá palestras sobre sustentabilidade e apresentações dos cursos ofertados pela universidade, com foco especial nas áreas de engenharia”, conta. 

Além da educação sobre reciclagem, os alunos terão a oportunidade de interagir com professores e estudantes universitários, ampliando seu conhecimento e interesse nas ciências e tecnologias. 

“Acreditamos que iniciativas como o Recitech são fundamentais para inspirar as próximas gerações a se tornarem defensoras ativas do meio ambiente. Para isso também é importante que a comunidade esteja apoiando, a união de esforços ajuda muito a promover um futuro mais sustentável”, finalizou a professora. (por Alana Karina Vieira de Freitas)